Diversas empresas que operam na Ucrânia começaram a adotar planos de contingência após a invasão das forças russas. Por segurança, escritórios e fábricas de vários gigantes do mercado começaram a fechar as portas nesta quinta-feira (25). 

Segundo o Wall Street Journal, a recomendação é que os funcionários fiquem em casa. A rede ferroviária e os portos ucranianos também estão fechados.

publicidade

Algumas companhias estão utilizando ônibus para levar os trabalhadores até a Polônia. Dale Buckner, CEO da Global Guardian, uma empresa americana que opera no setor de segurança, disse que já evacuou 200 funcionários e cerca de 1,5 mil cidadãos da Ucrânia. 

Por ora, ainda não se sabe quais serão os impactos do conflito na economia de ambos os países, a expectativa é que o preço das commodities continuem subindo com novas sanções que serão impostas à Rússia.

russia x ucrânia
Presidente russo, Vladimir Putin, autorizou operações militares no leste da Ucrânia. Imagem: Twitter/Reprodução

Posicionamento das empresas

O CEO da Siemens Energy AG, Christian Bruch, emitiu um comunicado aos acionistas da empresa sobre o ataque russo. “Hoje é um dia sombrio para todos nós. O ataque à Ucrânia representa um ponto de virada na Europa; uma guerra era simplesmente impensável para muitas pessoas, especialmente as gerações mais jovens”, disse.

A cervejaria dinamarquesa Carlsberg informou que fechou suas três unidades na Ucrânia. A empresa, que tem 1,3 mil funcionários no país e também forte presença na Rússia, declarou que está acompanhando a situação com preocupação.

“A partir desta manhã, implementamos várias medidas para garantir a segurança e o bem-estar de nossos funcionários na Ucrânia”, disse um porta-voz da companhia.

A Nestlé SA, que possui três fábricas e cerca de 5 mil funcionários na Ucrânia, fechou temporariamente todas as suas instalações e recomendou que todos fiquem em casa. A gigante do setor alimentício afirma que “vai adaptar os seus planos” nas próximas semanas. 

Em contrapartida, a Danone SA, que tem duas fábricas na Ucrânia, disse que está tomando medidas para garantir a segurança de seus funcionários e pretende manter a continuidade dos negócios.

A ArcelorMittal SA, a segunda maior siderúrgica do mundo, vai diminuir o ritmo de produção na Ucrânia. A SAP SE, que atua no segmento de software, também optou por fechar seu escritório em Kiev. 

Leia mais:

Por fim, outro setor que deve sofrer com interrupções é a indústria agrícola da Ucrânia, os produtos de maior exportação do país. Como contexto, a agricultura respondeu por 14% do produto interno bruto (PIB) ucraniano no terceiro trimestre de 2021, segundo estatísticas do país.

Fonte: WSJ

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!