A Electronic Sports League (ESL) anunciou na quarta-feira (2) que irá banir todas as organizações “com aparentes laços com o governo da Rússia” da próxima competição Pro League da organizadora. O comunicado, que foi feito via editorial e segue no site oficial da empresa, também incluiu “indivíduos ou organizações sob supostas ou confirmadas sanções da UE relacionadas ao conflito”.

csgo ucrânia rússia
ESL bane organizações ligadas ao governo da Rússia da próxima ‘Pro League’. s1mple durante a IEM Katowice 2020. Divulgação/HLTV

A companhia mencionou também duas equipes que se aplicam às novas ações, a Virtus.pro e Gambit. No entanto, explicou que os jogadores ainda poderão competir se não representarem seu país ou organização, representando assim um nome neutro.

publicidade

Leia mais!

Confira o comunicado abaixo:

“Na próxima ESL Pro League, tomamos a decisão de que organizações com ligações aparentes com o governo russo, incluindo indivíduos ou organizações sob supostas ou confirmadas sanções da UE relacionadas ao conflito, não poderão ser representadas (atualmente identificamos duas equipes – Virtus.pro e Gambit).

Reconhecemos que os jogadores não são cúmplices dessa situação e não achamos que seja do espírito dos esports impor sanções a jogadores individuais. Os jogadores do Virtus.pro e Gambit são, portanto, bem-vindos para competir sob um nome neutro, sem representar seu país, organização ou patrocinadores de suas equipes em suas roupas ou de outra forma”.

A ESL também ressaltou que interromperá todas as competições programadas na região da CEI (Comunidade dos Estados Independentes), “por respeito à situação”.

Impactos do conflito Rússia x Ucrânia no mundo gamer

O atual conflito entre Rússia e Ucrânia abalou o mundo gamer, principalmente as competições em andamento. Um desses torneios é o IEM Katowice 2022, de CS:GO, que apesar da ESL ter anunciado que não seria cancelado, já que acontece na Polônia, conta com dois dos maiores times da região: o NAVI, formada por russos e ucranianos, e a Gambit, de maioria russa. Entenda aqui como o confronto afeta o NAVI, o melhor time do mundo em Counter Strike: Global Offensive.

Recentemente, a EA Sports anunciou que iniciou o processo para excluir seleção e clubes russos dos produtos FIFA, incluindo FIFA 22, FIFA Mobile e FIFA Online. A equipe Bomba Patch também comunicou via nota oficial a exclusão da seleção russa do PES.

O governo da Ucrânia também pediu um posicionamento às companhias de games e plataformas de esports. Através de uma carta, o Ministro de Transformação Digital da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, pediu o bloqueio temporário de todas as contas russas e bielorrussas, parada de participação de times russos e bielorrussos em todos os eventos internacionais de esports e cancelamento de eventos internacionais dentro do território da Rússia e Bielorrússia.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!