Apesar de “Duna” ter sido indicado ao Oscar 2022, seu diretor, Denis Villeneuve, não teve seu nome atrelado à lista de Melhor Diretor, já que as produções não vão para a indicação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de forma ‘casada’, ou seja, cada um concorre em categorias diferentes. O filme, uma adaptação do romance de mesmo nome de Frank Herbert, publicado em 1965, já arrecadou aproximadamente R$ 2 bilhões e seu sucesso foi tanto que uma sequência foi confirmada, sendo possível que a produção, inclusive, se torne uma trilogia

Timothée Chalamet como Paul Atreides e Rebecca Ferguson como Lady Jessica. Imagem: Chiabella James/Warner Bros
Timothée Chalamet como Paul Atreides e Rebecca Ferguson como Lady Jessica. Imagem: Chiabella James/Warner Bros

 Ao Variety Awards Circuit, Villeneuve falou sobre sua não indicação para Melhor Diretor. O cineasta rasgou o verbo e deu sua opinião sobre qual é a sua verdadeira essência e objetivo em criar e dirigir filmes, indicando que receber prêmios não está no topo de sua lista. 

publicidade

“É melhor estar nessa posição do que o oposto. Prefiro que as pessoas digam ‘Você deveria estar’ em vez de ‘Que diabos você está fazendo aí?’ Não estou fazendo filmes para obter reconhecimento de prêmios, esse não é o objetivo. Se você faz isso por esse objetivo, não está fazendo direito na minha humilde opinião. Eu faço cinema porque amo profundamente a forma de arte do cinema, adoro fazer filmes. Quando há reconhecimento depois, é claro que é uma bênção [mas] além disso, há uma voz dentro de mim dizendo que é bom ficar com fome [vontade] e, como diretor de cinema, acho que poderei dirigir filmes enquanto sentir que posso ser melhor”, explicou o diretor. 

Leia mais!

Segundo o CBR, “Duna” recebeu 10 indicações ao Oscar e fãs do longa e de Villeneuve ficaram surpresos em ver que o nome do cineasta não constava na lista de participantes da disputa. Concorrem à estatueta na categoria de Melhor Diretor deste ano Steven Spielberg, Paul Thomas Anderson, Kenneth Branagh, Ryusuke Hamaguchi e Jane Campion. 

Ao ser indicado, “Duna” também se tornou o sexto filme da história a conseguir indicações em todas as categorias técnicas do Oscar, juntando-se a “Titanic”, “Mad Max: Estrada da Fúria” e “O Regresso”. Recentemente, a produção também recebeu o prêmio máximo no American Society of Cinematographers (ASC), organização cultural norte-americana que analisa o trabalho de diretores em fotografia e efeitos especiais. O troféu foi entregue ao diretor de fotografia Greig Fraser na categoria Longa Metragem. 

“Se você tivesse me dito um ano atrás que teríamos 10 indicações, incluindo Melhor Filme, eu riria e diria: ‘Você está louco?’. Para ter 10 indicações, tudo o que posso dizer é obrigado aos deuses do cinema e obrigado à Academia, e beber uma taça de champanhe para comemorar”, concluiu o cineasta. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!