A série spin-off de “Duna“, de nome “Duna: A Irmandade” ganhou uma grande adição: Johan Renck, diretor de “Chernobyl”, dirigirá os primeiros episódios.

Renck ficará responsável pela direção do episódio piloto e também do segundo episódio do spin-off de “Duna”. A princípio, a série seria dirigida por Denis Villeneuve, diretor dos filmes da franquia. Além de dirigir, Johan Renck também fará papel de produtor executivo da série.

Mas quem comanda a produção é Diane Ademu-John, que servirá como roteirista e showrunner de “Duna: A Irmandade”. Ela carrega experiências como produtora executiva de séries como “A Maldição da Mansão Bly”, “Empire” e “The Originals”.

“Duna: A Irmandade”, ou “Dune: The Sisterhood” se passará por volta de 10 mil anos antes do que vemos em “Duna”. A série focará nas irmãs Harkonnen, em seu caminho para enfrentar forças que oferecem ameaças à humanidade, inclusive a formação da seita das Bene Gesserit.

publicidade

Os que assistiram o filme “Duna”, de 2021, vão se recordar que Lady Jessica Atreides (Rebecca Ferguson), mãe de Paul Atreides (Timothée Chalamet), faz parte das Bene Gesserit, carregando poderes e habilidades mentais e físicas, que passa para Paul, o protagonista da história.

Leia mais!

Johan Renck possui um vasto currículo cheio de produções muito relevantes na TV. Ele dirigiu todos os episódios da minissérie “Chernobyl”, premiada produção da HBO que rendeu um Emmy para ele. Além disso, Renck tem em seu currículo a direção de episódios de séries como “Breaking Bad“, “The Walking Dead” e “Vikings“.

Ele ainda possui uma carreira como diretor de videoclipes musicais, e já trabalhou com David Bowie, Madonna e Beyoncé. Além de “Duna: A Irmandade”, Renck dirigirá “Spaceman”, filme de ficção científica da Netflix com Adam Sandler, Carey Mulligan e Paul Dano.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!