Internet e Redes Sociais

CEO do Twitter diz que empresa está ‘preparada para todos os cenários’

14/05/22 11h14
logo Twitter montado por uma criança

Imagem: AlesiaKan/iStock

Depois de Elon Musk dizer que sua compra do Twitter está temporariamente em espera, o CEO da empresa disse que ainda espera que o negócio seja fechado, mas que estão preparados para todos os cenários. Em uma série de tweets, Parag Agrawal não abordou diretamente os comentários anteriores de Musk, mas avaliou a mudança de liderança de ontem, que resultou na demissão de dois executivos seniores da rede social.

A decisão levantou suspeitas não apenas porque os dois eram líderes populares de longa data na empresa, mas porque muitos não esperam que Agrawal mantenha o cargo de CEO após a finalização da aquisição. Vale lembrar que Musk disse que não tem confiança na liderança atual do Twitter e os relatórios sugerem que Musk pretende assumir o cargo de CEO pelo menos temporariamente.

“As mudanças que afetam as pessoas são sempre difíceis”, disse Agrawal. “E alguns têm perguntado por que um CEO ‘pato manco’ faria essas mudanças se estamos sendo adquiridos de qualquer maneira. A resposta curta é muito simples: embora eu espere que o negócio seja fechado, precisamos estar preparados para todos os cenários e sempre fazer o que é certo para o Twitter.”

Leia mais:

Notavelmente, os comentários de Agrawal parecem reconhecer a possibilidade de que a compra de Musk possa não se concretizar. O CEO da Tesla, que disse que livrar o Twitter de bots é um de seus principais objetivos, declarou que o acordo estava “temporariamente suspenso”. Mais tarde, ele acrescentou que “ainda estava comprometido com a aquisição”.

Enquanto isso, o Twitter também está tentando lidar com a incerteza generalizada entre os funcionários, muitos dos quais estão inquietos com a decisão de Musk. Além de cortar sua receita e demitir executivos de produtos na quinta-feira, a empresa também está pausando todas as novas contratações e rescindindo algumas ofertas de emprego, em um esforço para cortar custos.

Agrawal disse na sexta-feira que continuaria “tomando decisões difíceis conforme necessário”. “Não usarei o acordo como desculpa para evitar tomar decisões importantes para a saúde da empresa”, tuitou.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags