Um grupo de entidades ligadas à preservação do meio ambiente enviou uma carta ao prefeito de Austin, no Texas (EUA), Steve Adler, com um pedido para que retire as licenças dadas à Tesla para sua nova gigafábrica na cidade. Recentemente, a montadora americana abriu uma planta em Austin onde pretende produzir o Model Y e o Cybertruck. Entre as licenças adquiridas ao município, há uma para a construção de uma instalação de baterias perto do rio Colorado, um dos principais do estado.

O rio Colorado — não confundir com o homônimo mais largo e famoso, que tem sua foz no golfo da Califórnia e atravessa o Grand Canyon — banha uma boa parte do estado, saindo de Lamesa, no oeste, passando por Austin e chegando ao golfo do México, já no sul. Segundo os ativistas, por conta da instalação da fábrica de baterias, a Tesla pode colocar em risco o abastecimento de água limpa no rio, que é uma importante fonte para geração de energia elétrica, agricultura e água potável no Texas.

“Até o momento, a Tesla não conseguiu envolver os moradores locais de forma significativa, e os líderes eleitos não pressionaram suficientemente a empresa”, diz a carta. “Desde 2020, notamos que a empresa limpou faixas de árvores, removeu montanhas de terra, encheu lagoas e derramou mais de 41 hectares contíguos de concreto na fábrica, aparentemente sem prioridade dada à criação de um ‘paraíso ecológico’ à beira-rio.”

Tesla Model Y
Tesla Model Y será um dos carros produzidos na gigafábrica do Texas (Imagem: Divulgação/Tesla)

Provocação a Elon Musk

Assinada por grupos como Poder, Hornsby Bend Alliance e Texas Anti-Poverty Project, a carta pede que as licenças sejam retidas até que a Tesla se comprometa a proteger o rio e usá-lo com responsabilidade. O coletivo alega que, sem tal garantia, a fábrica pode vazar produtos químicos no rio — como lítio e níquel, bastante utilizados na fabricação de unidades de potência — e contaminar o ecossistema local.

publicidade

A menção a “paraíso ecológico” é uma clara provocação a Elon Musk, o falastrão CEO da Tesla, que afirmou que a fábrica no Texas seria “um paraíso ecológico, com pássaros nas árvores, borboletas e peixes”. Por enquanto, ainda não há uma resolução de como a prefeitura de Austin vai prosseguir com o caso.

Rival da montadora da Califórnia, a Rivian recentemente enfrentou uma resistência semelhante na Geórgia, também no sul dos EUA, mas conseguiu um aval da administração local para construir sua fábrica.

Crédito da imagem principal: Roschetzky Photography/Shutterstock

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!