Um buraco geotérmico se abriu no meio de uma rua na Nova Zelândia e engoliu uma turista australiana na última sexta-feira (29). Com dois metros de largura, o sumidouro causou queimaduras na mulher, que foi internada em estado grave com queimaduras. O marido dela, que ajudou no socorro, também precisou de atendimento médico.

A mulher foi salva com a ajuda de pessoas que estavam próximas ao local. O acidente ocorreu na ilha termal de Whakarewarewa, em Roturua, no centro da ilha. A vítima deu entrada em um hospital da região e não foram divulgados mais detalhes sobre seu estado de saúde.

publicidade

De acordo com Mike Gibbons, gerente geral da vila, o marido se feriu ao tentar resgatar a esposa. “A primeira tentativa de retirá-la foi do marido, razão pela qual ele também sofreu alguns ferimentos”. Sem conseguir tirar a mulher, o homem pediu ajuda para pessoas próximas e “coletivamente conseguiram tirá-la do buraco geotérmico”.

Polícia cercou o buraco (Imagem: Aukaha News)

Acidente com buraco geotérmico

A região da vila termal é bastante turística devido, justamente, às águas termais do local. Algumas são usadas para banhos. No entanto, em muitas as temperaturas passam dos 100°C e podem ser usadas, inclusive, para cozinhar alimentos.

Leia mais:

O buraco geotérmico que a mulher caiu também é conhecido como fumarola. Esses locais aparecem justamente em regiões de atividade vulcânica. Gibbons acredita que o chão cedeu devido às fortes chuvas que atingiram o local nos últimos dias. 

“O solo pode ter sido comprometido após as recentes chuvas fortes”, disse Gibbons. “Nossos pensamentos estão com a família e particularmente com a senhora”, completou ainda.

A vila ficará fechada até que a investigação sobre o que fez o chão ceder seja concluída e o turismo no local seja comprovadamente seguro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!