Os diretores de “Batgirl”, Adil El Arbi e Bilall Fallah, se pronunciaram pela primeira vez desde o cancelamento de seu filme, relatando choque.

O pronunciamento vem depois de ser divulgado que o filme “Batgirl”, que teria lançamento exclusivo pela HBO Max, seria engavetado pela Warner Bros., deixando assim de ser lançado, mesmo com o longa totalmente filmado e em estágio de pós produção.

publicidade

Arbi e Fallah, dupla de diretores conhecida por “Bad Boys para Sempre” e por dirigir episódios de “Ms. Marvel”, reagiram nas redes sociais sobre o cancelamento de “Batgirl”.

Os dois diretores postaram a mesma imagem em suas contas oficiais no Instagram, contendo um pronunciamento em que relatam tristeza e choque com o cancelamento do filme.

Leia a nota dos diretores de “Batgirl”, Adil El Arbi e Bilall Fallah:

“Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não podemos acreditar. Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja mostrado ao público e, embora o filme estivesse longe de terminar, desejamos que os fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver e abraçar o filme final. Talvez um dia eles irão insha’Allah.

Nosso incrível elenco e equipe fizeram um trabalho tremendo e trabalharam duro para dar vida à Batgirl. Somos eternamente gratos por termos feito parte dessa equipe. Foi um sonho trabalhar com atores tão fantásticos como Michael Keaton, J.K. Simmons, Brendan Fraser, Jacob Scipio, Corey Johnson, Rebecca Front e principalmente a grande Leslie Grace, que interpretou a Batgirl com tanta paixão, dedicação e humanidade.

De qualquer forma, como grandes fãs do Batman desde crianças, foi um privilégio e uma honra ter feito parte do DCEU, mesmo que por um breve momento. Batgirl por toda a vida.”

Leia mais sobre Batgirl:

O filme “Batgirl” foi cancelado nesta terça-feira, e a princípio os relatos eram de que o cancelamento teria sido motivado pelo filme ter fracassado em testes de audiência e ser considerado de baixa qualidade. No entanto, a Warner Bros. desmentiu que tenha sido o caso, e alega mudanças estratégicas como a motivação para o filme ser engavetado.

A princípio, “Batgirl” teria um orçamento de cerca de US$ 75 milhões, mas com gastos durante a pandemia este valor subiu para US$ 90 milhões. Além dele, a Warner Bros. também cancelou o filme Scoob! Holiday Haunt, que já havia custado mais de US$ 40 milhões ao estúdio.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!