Com Donald Trump sendo investigado por espionagem e irregularidades no uso de documentos oficiais, sua empresa clone do Twitter, a Truth Social, corre sérios riscos de desvalorização no mercado.

A plataforma foi criada em fevereiro de 2022 e até o momento não teve sucesso de popularidade. De acordo com relatório de negócios publicado no dia 22, os negócios podem ser afetados negativamente caso Trump se torne “menos popular ou houver mais controvérsias que prejudiquem sua credibilidade”.

publicidade

Leia mais:

Prejuízos também foram registrados já que o preço das ações da Truth Social caiu cerca de 75% desde março, um mês após seu lançamento, quando teve seu rendimento mais alto. Na semana passada o relatório informou que a empresa perdeu US$ 6,5 milhões no primeiro semestre. 

publicidade

A Digital World Acquisition pretende tornar pública a Trump Media & Technology Group (empresa mãe do Truth Social) através de uma fusão entre as companhias. Anteriormente, em documentos do Escritório de Educação e Defesa do Investidor (SEC, na sigla em inglês), a Digital World Acquisition afirmou que  “várias empresas associadas a Trump entraram com pedido de falência” e ressaltou que não há garantias que a Trump Media & Technology também não possa falir.

“Pode ​​nunca gerar receita operacional ou alcançar operações lucrativas”, disse a Digital World em maio, que ainda afirmou que caso a empresa de mídia não alcance sucesso em lidar com os atuais riscos, a negociação de fusão entre as empresas provavelmente falhará.

publicidade

A Digital World também afirmou em documentos que a Truth Social precisa de milhões de usuários usando a rede regularmente para que a plataforma alcance sucesso comercial. Ou seja, o contrário do que a rede está conseguindo alcançar, afinal registros da plataforma mostram que apenas alguns milhares de usuários têm postado nos últimos dias.

Em comparação com o Twitter, o Truth Social fica bem abaixo, afinal a rede da qual Trump foi expulso conta atualmente com cerca de 37 milhões de usuários que usam regularmente a plataforma apenas nos EUA. O perfil de Trump, o mais popular do Truth Social, tem menos de 4 milhões de seguidores, enquanto o perfil do ex-presidente norte-americano, Barack Obama no Twitter – a conta mais com mais seguidores na rede – tem 132,8 milhões de seguidores.

publicidade

O que é a Truth Social?

O Truth Social é uma rede social criada por Donald Trump, após ser permanentemente banido do Twitter e ter suas contas suspensas no Youtube e Facebook por tempo indeterminado. A decisão das redes aconteceu após o ex-presidente incitar a violência incentivando seus apoiadores a invadir o Capitólio dos EUA em 6 de janeiro, semanas antes da posse de Joe Biden como presidente.

Conta de Donald Trump permanentemente banida do Twitter. (Imagem: Reprodução)

A Truth Social tem sido usada por muitos conservadores norte-americanos que acusam outras empresas de mídia social do Vale do Silício de controlar a liberdade de expressão. Em seu site a rede se descreve como uma “plataforma de mídia social ‘de tenda larga’ que incentiva uma conversa global aberta, livre e honesta sem discriminar por ideologia política”.

Imagem: Rokas Tenys/Shutterstock.com

Com informações do The Washington Post e BBC

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!