Nesta segunda-feira (12), o Twitter suspendeu um usuário que promoveu uma inteligência artificial capaz de, supostamente, embranquecer a protagonista de “A Pequena Sereia“, a cantora Halle Bailey.

Depois de inúmeras críticas e comentários racistas nas redes sociais após a divulgação do trailer do filme, pois Halle é negra, enquanto no desenho original, a protagonista é branca, o perfil do Twitter @vandalibm divulgou uma segunda versão do trailer, porém, com uma atriz branca criada como deepfake.

Leia mais:

O usuário disse que a criação foi gerada via inteligência artificial pelo usuário @TenGazillionIQ, classificado por @vandalibm como “criador de memes e cientista de IA”. Confira a tradução:

publicidade

“Ele consertou A Pequena Sereia e transformou a atriz lacradora em uma garota ruiva e branca. Ele pode consertar o filme inteiro quando estrear usando 4x A600 (quatro unidades de processamento gráfico A6000, da NVidia, uma das mais poderosas do mercado) em menos de 24 horas.”

Em outro tuíte, ele fez um “apelo” ao Twitter: “Isto é apenas para propósitos educacionais, por favor não interprete erroneamente de um jeito racista. Estou apenas impressionado com o alto QI de um amigo que trabalha com IA e as cosas que ela pode fazer, e quis mostrar às pessoas sua área de estudo.”

Reações

De cara, a polêmica postagem recebeu verdadeira chuva de críticas e acusações. “Sim, é um tuíte racista. Você chamou uma atriz negra, existente em um papel que ela ganhou com seu talento, de atriz ‘lacradora’ por nenhum outro motivo além da cor da sua pele”, disse um usuário.

Outra pessoa escreveu que “Isso é absolutamente racista e não há outra maneira de interpretar. Você descreve torná-la branca como um modo de ‘consertá-la’, você a chamou de lacradora por literalmente ser negra”.

Ainda assim, há quem tenha defendido o autor da postagem e até feito piada com o caso. O perfil citado na primeira imagem, @MetricReject, disse que “não sei como isso pode deixar as pessoas chateadas. Fui informado pelo Twitter que sereias não são reais, então, não importa de qual raça elas são”.

@FizzAgain fez questão de responder, afirmando que “sereias não são reais. Halle Bailei é. Substituindo sua atuação por conta de sua cor é algo racista”.

Enquanto a conta de @vandalibm foi suspensa pelo Twitter, a do suposto criador do conteúdo, @TenGazillionIQ, que também fez um comentário na postagem, está somente temporariamente indisponível por “violar as políticas da plataforma”.

Imagem destacada: Reprodução/YouTube

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!