O furacão Ian segue fazendo um grande estrago por onde passa, causando mortes e deixando milhares de desabrigados nos Estados Unidos. Um vídeo filmado na Estação Espacial Internacional (ISS) e divulgado pela NASA na última quarta-feira (28) mostra todo o perigo do fenômeno se formando.

“Esta tempestade é ENORME! Esse é o rio Mississippi e Nova Orleans à esquerda. Cobre toda a península da Flórida! Nós podíamos ver através do olho quando estava chegando à terra firme. Orando pela segurança de todos que lidam com #HurricaneIan”, disse o astronauta Bob Hines, da NASA, que divulgou o vídeo.

Furacão Ian segue fazendo estrago mesmo enfraquecido

Apesar de ter enfraquecido e se tornado uma tempestade tropical após passar pela Florida, o evento deixou uma pilha de destruição para trás. O presidente dos EUA, Joe Biden, declarou que o Ian pode ser o furacão mais fatal do estado, tendo deixado pelo menos 12 mortos até o momento, mas o número deve subir devido a dificuldade dos socorristas de acessarem algumas áreas.

Leia mais:

publicidade

Foi o fenômeno, por exemplo, que fez a NASA adiar o lançamento da missão Artemis 1 e remover o foguete SLS da plataforma de lançamento por precaução. A missão Crew-5, da NASA, com a SpaceX também vai acontecer em uma data futura pelo menos motivo.

No último domingo (25), o governador do estado norte-americano da Flórida, Ron DeSantis, declarou situação de emergência em 67 condados. “Esperam-se chuvas intensas, fortes ventos, rápidas inundações e até tornados isolados”, disse DeSantis à imprensa, pedindo aos moradores para se abastecerem de comida, água, medicamentos e combustível e se preparem para cortes no fornecimento de energia elétrica. Ele revelou, ainda, que mobilizou 2.500 membros da Guarda Nacional para a região.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!