A contratação de profissionais de tecnologia, principalmente desenvolvedores, sofreu grandes mudanças com a pandemia de Coivid-19.

Um levantamento feito pela Revelo aponta que o trabalho remoto trouxe mais oportunidades para as empresas e para os profissionais de tecnologia. Em contrapartida, a pesquisa “Profissionais de tecnologia no Brasil em 2021” mostra que a presença feminina no mercado ainda é baixa.

publicidade

Leia mais:

Mesmo com o aumento significativo de 60% da participação de mulheres na área, entre 2014 e 2019, segundo dados divulgados pelo CAGED (C

publicidade

adastro Geral de Empregados e Desempregados), há ainda desigualdade de gênero no mercado de tecnologia discrepante. Segundo o relatório da Revelo, mais de 87,7% dos desenvolvedores são homens, já o público feminino ainda representa apenas 12,7% dos profissionais de tecnologia.

“De fato temos percebido cada vez menos mulheres dentro do mercado de tecnologia desenvolvendo trabalho de programadoras e desenvolvimento de software. Em contrapartida, essas profissionais têm se mostrado resilientes e o que tem contribuído para isso são as diversas iniciativas acessíveis de capacitação que existem no mercado voltadas para elas, sejam para aquelas que já atuam na área, como também para quem pensa em iniciar sua carreira profissional no meio tecnológico”, comenta Lucas Mendes, CEO da Revelo.

publicidade

O relatório mostrou ainda que entre o período de 2020 e 2021, houve mais de 1,8 milhões de buscas realizadas por empresas que estão recrutando esses profissionais. Muito disso é devido a movimentação que temos visto de digitalização dos negócios e pela busca em escalonar seus times de tecnologia de forma a acelerar o crescimento de forma rápida e eficaz.

De acordo com o levantamento, a maior representatividade das mulheres está nas especialidades de Analista de Qualidade, Product Owner e Business Intelligence, enquanto nas funções de Full-Stack, Infraestrutura e Back-End, a proporção é de dez homens para cada mulher.

publicidade

Segundo

Imagem destacada: metamorworks/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!