O planeta Terra já passou por pelo menos 5 extinções em massa, que eliminou pelo menos setenta por cento das espécies existentes no período. Espécies de animais vieram e foram, durante toda a existência de vida terrestre, se adaptando para poderem sobreviver. Mas será que as espécies sobreviventes existem até hoje? Ou melhor, qual espécie de animal existe a mais tempo no planeta Terra? 

Em 2010, o Guinness World Records deu o título de “criatura viva mais antiga do mundo” para o Triops cancriformis, ou como é popularmente conhecido, camarão girino. O título foi dado aos camarões girinos pois foram encontrados fósseis de animais semelhantes que datam do período Triássico (entre 251,9 milhões a 201,3 milhões de anos atrás). Mas esse título é meio falso.

Animais semelhantes ao camarões girinos com corpos de pás existem há milhões de anos. O design foi tão eficiente para sobrevivência no fundo do mar que se manteve durante todo esse tempo. Mas nem por isso se trata da mesma espécie. Durante os milhões de anos que se passaram o DNA dos camarões girinos não se manteve, segundo pesquisas lançadas desde 2010. Assim o design pode ser o mesmo, mas espécie fossilizada e a encontrada atualmente são diferentes.

Leia mais:

publicidade

Então qual é a espécie mais velha?

Mas se não são os camarões girinos, quem são os animais que existem a mais tempo na Terra? Existem até alguns outros candidatos, mas a resposta é bem difícil de ser dada. Os celacantos são um dos candidatos. Seus fóssil foi achado pela primeira vez em 1800, eles datam de 400 milhões de anos atrás e pensavam estarem extintos desde o final do período Cretáceo, há 66 milhões de anos atrás. Mas em 1938, pesquisadores da África do Sul capturaram um espécime do animal.

Outro candidato é o caranguejo-ferradura, a linhagem deles remontam a mais de 480 milhões de anos atrás. Entretanto, tanto o caranguejo-ferradura quanto os celacantos não são as espécies mais velhas do planeta. A espécie atual dos celacantos existe entre 20 a 30 milhões de anos, enquanto os caranguejos surgiram há 25 milhões de anos.

Esses animais são conhecidos como “fósseis vivos” mas não existem a tanto tempo assim. O termo “fóssil vivo” passa a ideia de que essas espécies de animais existem há muitos milhões de anos, o que é praticamente impossível. “Acho que não há evidências de que uma única espécie exista há mais de alguns milhões de anos” disse Africa Gómez, biólogo evolutivo da Universidade de Hull em resposta a Live Science

De acordo com um estudo publicado na revista American Scientist, as espécies de animais em médias duram apenas entre 500 mil a 3 milhões de anos, quando são substituídas por seus descendentes. Dessa forma, com a constante mudança de DNA e adaptação é difícil distinguir qual espécie existe a mais tempo. 

Para definir a resposta, seria preciso ter um conhecimento e decifrar todas as histórias evolutivas dos animais. Portanto, não é possível dizer qual é o animal que está a mais tempo na Terra.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!