Conforme o programado, o carro conceito i Vision foi apresentado pela BMW na sua palestra na CES, que aconteceu na noite desta quarta-feira (4). O sedã elétrico de quatro portas foi destaque no palco por conta da tecnologia E-Ink — a mesma apresentada pela marca na feira do ano passado que permite mudar a cor do exterior do carro —, e por ter “emoções próprias”.

O modelo é considerado a base para a próxima geração de veículos da montadora alemã, que começam a chegar ao mercado a partir de 2025, e vem embarcado com o Dee, revelado como um novo assistente inteligente.

O BMW i Vision pode mudar para 32 cores e padrões diferentes.
O BMW i Vision pode mudar para 32 cores e padrões diferentes. Imagem: BMW/Divulgação

Veja também:

Afinal, o que é o Dee?

A novidade, que significa “Digital Emotional Experience” (ou experiência digital emocional, em tradução livre), serve tanto para personalizar como para humanizar mais o carro. A BMW enfatizou que o Dee vai além de uma voz e possui até sua própria personalidade. Oliver Zipse, CEO da BMW, chamou o Dee de “próximo nível de interação” entre homem e máquina.

publicidade

A BMW espera transformar essa visão em realidade combinando software e hardware para uma “experiência digital perfeita”, acrescentou Zipse. 

O Dee terá diferentes níveis de interação e poderá acessar as redes sociais, mensagens de texto e chamadas no celular do motorista. O mais básico ajuda o condutor com dados de direção e navegação. O recurso também pode projetar os dados de navegação no para-brisa do carro, além de emitir alertas de colisão e obstáculo na pista.

O grau mais avançado é o quatro, que, segundo a BMW, vai “muito além da realidade”, permitindo trazer amigos e animais de estimação virtualmente para o seu carro, por exemplo.

Apesar de não entrar em detalhes de como tudo isso vai funcionar, o Dee disse que todos poderão “passear juntos” no seu “mundo virtual”. “Você não acreditaria no que cabe no seu carro no futuro”, disse o assistente. 

No fim, as funções mais avançadas provavelmente vão ficar para quando os carros da BMW forem totalmente autônomos.

Tudo indica que o plano é que as pessoas comecem a ver os carros como companheiros mais pessoais nos próximos anos. Será que essa tendência vai decolar? Saiba mais sobre o Dee no vídeo abaixo.

Imagem principal: BMW/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!