Quando estamos com dúvidas ou queremos pesquisar mais sobre um determinado assunto, é normal recorrermos ao Google para essas questões. No entanto, essa realidade talvez esteja se alterando: o TikTok pode ser o grande mecanismo de busca do futuro.

O TikTok pode desbancar o Google como buscador?

  • Elena Cavender, jornalista especialista em assuntos da Geração Z, publicou um artigo no ano passado pelo Mashable em que descreve o TikTok como um app que “está ficando mais reconhecido” como uma ferramenta de busca;
  • “Cada vez mais, os jovens estão usando plataformas de rede social como o TikTok e Instagram para pesquisar coisas para fazer e lugares para experimentar, até mesmo procurando notícias e informações importantes, em vez de consultar ferramentas tradicionais de descoberta como o Google Pesquisa e Google Maps”, escreveu a jornalista;
  • O regulador de comunicações do Reino Unido, o Ofcom, fez uma pesquisa em 2022 e apontou o aplicativo chinês como a fonte de notícias que mais cresce entre adultos no país.

Aparentemente, o TikTok está ciente desse fato – inclusive na influência notável sobre os mais jovens. No mês passado, a plataforma lançou uma propaganda de 1 minuto com uma premissa simples: um pai está se mudando para uma nova casa e recebe a ajuda da filha.

Leia também!

Contudo, o que está realmente auxiliando o pai e a filha é o aplicativo da ByteDance, que responde a cada dúvida de ambos sobre a decoração da casa, que termina devidamente montada no vídeo. No fim, as frases “Aprenda com o TikTok” e “Pesquise com o TikTok” surgem na tela.

publicidade

Qual a visão do Google sobre essa ascensão do TikTok?

Com o crescimento do TikTok como um recurso de pesquisa, o Google e outras ferramentas tradicionais de busca vão lentamente perdendo espaço. E isso está sendo reconhecido internamente: Prabhakar Raghavan, vice-presidente sênior do Google, falou sobre esse assunto à revista Fortune, em 2022, e revelou uma pesquisa da própria empresa com usuários dos EUA.

“Em nossos estudos, algo como quase 40% dos jovens, quando procuram um lugar para almoçar, não vão para o Google Maps ou Pesquisa. Eles vão para TikTok ou Instagram“, disse Raghavan. Os usuários selecionados foram jovens entre 18 e 24 anos de idade.

Por outro lado, é preciso destacar que muitas buscas pelo TikTok envolvem recomendações de restaurantes, dicas de viagem e vídeos com “truques de beleza”. Além disso, apesar de oferecer diversos conteúdos na plataforma, também é necessário ressaltar que o app oferece constantemente vídeos curtos. Eles podem ser apenas fragmentos de conhecimento, sendo imprescindível ter cautela com desinformações e notícias falsas.

Informações via Mashable

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!