Calma! A notícia não é sobre a descoberta de um possível animal habitando Marte. É apenas a imagem de uma formação rochosa natural bem semelhante a um rosto de urso

Enquanto uma fratura circular delineia a cabeça e duas pequenas crateras gêmeas formam os olhos, o focinho e a boca são compostos por uma estrutura de colapso em forma de V que pode ser um respiradouro vulcânico.

O responsável pelo registro, feito em 12 de dezembro do ano passado e publicado nesta quarta-feira (25) pela Universidade do Arizona, é o satélite Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), da NASA, que captou a visão peculiar com sua câmera HiRise (sigla em inglês para “Experiência em Imagens de Alta Resolução”) a 250 km da superfície marciana.

Esta não é a primeira vez que uma imagem de Marte chama atenção nesse sentido. Já vimos uma cabeça de cobra e até uma porta de casinha de cachorro entre as rochas do Planeta Vermelho.

publicidade

Leia mais:

Tudo isso, é claro, são apenas impressões da mente causadas pela posição e formato das pedras, a luz e a perspectiva – comumente conhecido como “ilusão de ótica”.

Na verdade, são efeitos causados pela pareidolia, um fenômeno psicológico comum em todos os seres humanos, que faz com que as pessoas reconheçam imagens de rostos humanos ou animais em objetos, sombras, formações de luzes e em qualquer outro estímulo visual aleatório. É um truque da mente muito habitual quando, por exemplo, vemos as nuvens no céu e identificamos formatos familiares.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!