Para reforçar a segurança dos veículos, está sendo discutida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) a possibilidade de incluir a frenagem de emergência e o alerta de saída de faixa como itens obrigatórios a partir de 2026.

Se aprovada, a nova regra será aplicada em dua fases. Para novos projetos de automóveis, a mudança já vale a partir do ano referido. Para 2029, todos os veículos novos devem vir equipados com os sistemas de segurança (incluindo comerciais leves, de transporte de passageiros e de carga).

Leia mais:

A frenagem de emergência deverá atuar para evitar batidas a até 40 km/h. É o que explica o gerente de Engenharia da Bosch, Leimar Mafort. “No Brasil, os testes regulamentados serão feitos entre 10 km/h a 60 km/h (…) o requisito é que até os 40 km/h o carro não poderá bater. A 60 km/h a velocidade de impacto terá que cair para 35 km/h”. 

publicidade

“O objetivo é evitar colisões em algumas situações e diminuir a gravidade em outras”, acrescentou. O engenheiro diz ainda que carros que já têm direção elétrica terão “um nível mais avançado de controle”. 

o assistente de permanência de faixa será obrigatório a funcionar a partir dos 65 km/h. Na prática, o carro será obrigado a emitir alertas sonoros ou visuais para chamar a atenção de quem estiver no volante.

Exemplo de assistente de permanência de faixa funcionando. Imagem: stockwerk-fotodesign/Shutterstock

A presença de ambos os recursos pode reduzir colisões frontais em 50% dos casos, diz um estudo recent da PARTS (“Partnership for Analytics Research in Traffic Safety”), que analisou dados de 2,4 milhões de acidentes.

Estão dispensados da exigência os seguintes veículos: réplicas, buggys, veículos artesanais, de transporte coletivo urbano, de uso bélico e salvamento.

Para quem está prestes a comprar um carro novo, há uma boa chance de levar um modelo já dentro do padrão para a casa. Lembrando que airbags dianteiros e freios ABS já são obrigatórios há anos e o controle de estabilidade deve estar na metade dos carros novos vendidos no Brasil este ano.

Segundo a Quatro Rodas, a presença do alerta de saída de faixa cresceu 122% em 2022 nos carros novos. uma estatística animadora, considerando que ainda faltam três anos para a regra começar a valer.

Em alguns casos, os fabricantes podem até conseguir incentivo fiscal para carros equipados com os recursos de fábrica. Vale mencionar ainda que a partir do ano que vem será obrigatório o uso de faróis de LED e controle de estabilidade nos carros 0 km.

Imagem principal: Chesky/Shutterstock

Com informações da Quatro Rodas

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!