Uma empresa do Japão que desenvolve propulsores à base de água está pronta para testar seu sistema em um nanossatélite da Sony lançado no início deste mês por um foguete Falcon 9, da SpaceX.

Chamada Pale Blue, a companhia foi escolhida pela multinacional para fornecer propulsão em órbita para seu projeto Star Sphere (Esfera Estelar, em tradução livre), que oferecerá imagens estáticas e serviços de vídeo 4K para uso artístico e educacional, fornecendo “perspectivas espaciais”.

Representação artística do CubeSat Star Sphere-1, da Sony, que conta com um sistema de propulsão à base de vapor d’água e foi lançado em um foguete da SpaceX. Imagem: Sony

Carregando uma câmera full-frame, o primeiro satélite da Sony para o projeto, que recebeu o nome de Star Sphere-1, foi lançado em 3 de janeiro junto com outros 113 satélites no topo a bordo da missão Transporter 6, da SpaceX. 

De acordo com o Pale Blue, seu pequeno propulsor à base de água prolongará a vida útil do satélite em 2,5 anos, ajudando-o a manter sua órbita. Segundo a empresa, o propelente de vapor de água oferece uma solução ecológica para a crescente demanda por pequenos satélites com propulsores embutidos.

publicidade

Leia mais:

“Estou muito satisfeito que nosso propulsor de água seguro, sustentável e de baixo custo possa contribuir para este projeto, e estamos comprometidos com o desenvolvimento da indústria espacial”, disse Jun Asakawa, CEO e cofundador da Pale Blue, em um comunicado.

Fundada em 2020, a Pale Blue está desenvolvendo uma variedade de sistemas de propulsão à base de água fundamentados em pesquisas realizadas pela agência espacial japonesa (JAXA) e pela Universidade de Tóquio.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!