A versão televisiva de ‘The last of us’ tem sido aclamada como exemplo de adaptação da mídia videogame. Essa qualidade, no entanto, não tem a ver com seguir a risca tudo que há nos games. Sim, a série da HBO é bastante fiel ao jogo que inspira a produção, mas tem algumas diferenças, tanto na narrativa quanto nos seus personagens. A seguir, abordaremos uma das figuras centrais na sequência inicial de episódios, a contrabandista Tess, parceira de Joel.

Leia também:

Tess nos videogames

Antes de avançarmos, vale dizer que o texto a seguir traz spoilers tanto do primeiro jogo quanto da série, sobretudo de acontecimentos do segundo episódio. Então, se você ainda não chegou nesse ponto da história, o conteúdo pode estragar algumas surpresas.

A personagem Tess em The last of us - part 1
A personagem Tess em ‘The last of us – part 1’. Imagem: Sony/Reprodução

Quem interpreta Tess no jogo é a atriz Annie Wersching, que mais conhecida pelo papel de Renee Walker na série ’24 horas’. Wersching é responsável pela dublagem e pela captura de movimentos da personagem.

publicidade

No jogo, a personagem de Tess não tem sua biografia tão aprofundada. Então, sabe-se quase nada sobre a sua vida antes da pandemia ou sequer o seu sobrenome. O que se vê é que ela uma contrabandista, assim como Joel, e que ela é a parte mais cerebral da dupla. Apesar de alguns indícios, não fica claro se ela e Joel têm, de fato, um envolvimento amoroso, mas há algum flerte.

E como a tragédia é algo marcante nessa história, Tess acaba por ter um fim trágico. Enquanto ela e Joel estão levando Ellie para o local onde os Vagalumes estariam esperando, a contrabandista é atacada por um estalador, o que não é percebido pelos demais.

Somente após chegar ao ponto de encontro, o Congresso de Boston, Tess revela ter sido infectada. Além de os Vagalumes estarem mortos, uma facção inimiga está se dirigindo ao local. Como derradeiro ato, ela decide ficar no local para atrasar os invasores e dar tempo para Joel e Ellie escaparem. Provavelmente, Tess representa a maior perda pessoal para Joel após a morte da sua filha.

Tess na série

Quem dá vida à personagem na série da HBO é Anna Torv, mais conhecida do público pelo papel de Olivia Dunham na série ‘Fringe’. A atriz, aliás, tem passagem também pelos videogames, dublando e atuando como Nariko, a protagonista do jogo de PlayStation 3 ‘Heavenly Sword’.

Talvez a mudança mais evidente na caracterização da personagem para a TV seja o fato de a atriz estar com o cabelo levemente mais claro do que a versão dos jogos. Igualmente sutil é a mudança em relação ao envolvimento com Joel. No primeiro episódio da série, vemos ela e Joel (Pedro Pascal) dividindo a mesma cama, dando margem para um envolvimento amoroso entre os dois, embora isso não seja explicitado. O jogo dá ainda menos evidências dessa relação.

Anna Torv (Fringe) é Tess em The Last of Us.
Anna Torv como Tess. Imagem: HBO/Divulgação

Diferentemente do que ocorre no jogo, Tess teria seu passado revelado na televisão. Segundo o showrunner Craig Mazin, o time de roteristas chegou a escrever cenas da vida de Tess antes da pandemia. O realizador contou a história de bastidores no segundo episódio do podcast oficial do programa.

De acordo com Mazin, Tess era casada, mas seu filho e seu marido foram infectados. Ela teve de matar seu marido, mas não conseguiu fazer o mesmo com o filho. Em lugar de matá-lo, ela o deixou trancado e escapou.

Outra mudança em relação ao jogo ocorre na morte da personagem. Enquanto no game ela é morta numa troca de tiros, na série ela se sacrifica para proteger Joel e Ellie de uma horda de infectados que invade o Congresso. Ainda que nas duas versões ela tenha morrido, o desfecho para a TV acabou sendo mais trágico, principalmente se considerarmos que ela teve o mesmo destino de seus familiares, sendo infectada.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!