No fim da tarde de sexta-feira (17), Zoe Schiffer, editora da Platformer.news, um veículo norte-americano especializado em informações sobre mídias sociais, big techs e os bastidores do Vale do Silício, alertou via Twitter que a rede social recém-adquirida pelo bilionário Elon Musk começaria a cobrar pelo recurso de autenticação de dois fatores (2F) por SMS.

“O Twitter está planejando revelar uma nova política já nesta tarde de que apenas os assinantes Blue poderão usar a autenticação de dois fatores baseada em SMS, de acordo com fontes da empresa”, anunciou Schiffer.

Não demorou muito para que o rumor se confirmasse. Agora, somente usuários assinantes do Twitter Blue vão poder usar como método de proteção de acesso a autenticação 2F via SMS, que, embora não seja a forma mais segura de fazer isso, é, até então, a mais popular entre os usuários do microblog.

De acordo com uma notificação exibida pelo Twitter desde a noite de sexta-feira, os usuários de contas gratuitas têm até 19 de março de 2023 para remover a autenticação habilitada via mensagem de texto.

publicidade
Imagem: Captura de tela Twitter

Primeiro, vamos entender o que é a autenticação 2F e por que o SMS é o método menos indicado:

  • A autenticação de dois fatores é um recurso extra de proteção que pode ser ativado em uma variedade de contas online – emails, redes sociais, plataformas institucionais (como escolas e faculdades), trabalho etc.
  • Essa ferramenta insere uma segunda verificação de identidade do usuário no momento do login, com o objetivo de evitar o acesso de terceiros às contas mesmo quando ocorre vazamento de senha.
  • Em grande parte dos serviços, a autenticação 2F funciona por meio de um código numérico registrado em aplicativos específicos, como Google Authenticator, o Authy ou o 1Password, por exemplo.
  • No entanto, muitas plataformas ainda fornecem a verificação por SMS – algo que pesquisadores de segurança não recomendam, já que é muito fácil um invasor interceptar as mensagens de texto de qualquer operadora de telefonia móvel.

Leia mais:

Mas, e agora? Como usar o recurso no Twitter sem precisar ter uma conta paga?

Não, os usuários de contas gratuitas do Twitter não estão desamparados em relação à proteção do login via autenticação 2F. Como o próprio aviso diz, ainda é possível utilizar o recurso de outras maneiras além do SMS – que, como vimos, nem é realmente seguro.

Se você tem uma conta gratuita e não pretende assinar o Twitter Blue, fique tranquilo, pois a mudança de método – que precisa ser feita para garantir a continuidade de seu acesso à plataforma – é relativamente simples.

Primeiro, escolha o aplicativo de autenticação que pretende usar. Entre os mais utilizados estão o Google Authenticator e o Authy.

Depois disso, você deve passar para a configuração da conta do Twitter. Para isso, siga o passo a passo abaixo (válido tanto para o app quanto para o site):

  1. No menu disponível na lateral direita da tela principal do Twitter, clique em “Mais”:
  1. Em seguida, escolha a opção “Configurações e Suporte”:
  1. Dentro desta opção, clique em “Configurações e privacidade”:
  1. Neste momento, vai abrir outro submenu de opções, no qual você vai clicar em “Segurança e acesso à conta”:
  1. Clique em “Segurança”:
  1. Em seguida, clique em “Autenticação em duas etapas”:

Agora, você deve escolher a opção “Aplicativo de autenticação”:

Ao completar esses passos, será solicitada sua senha de acesso à plataforma. Informada a senha, você verá a seguinte tela:

Agora, é só clicar em “Comece já” e fazer a leitura do QR code com o seu celular, para vincular sua conta no Twitter ao aplicativo de autenticação 2F escolhido.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!