O governo do Vietnã confirmou nesta quinta-feira (6) que vai começar a investigar as operações do TikTok a partir de maio. O Ministério da Informação do país afirma que o conteúdo “tóxico” da plataforma de vídeos curtos “representa uma ameaça à juventude, cultura e tradição do país”.

Segundo as autoridades, a iniciativa também foi adotada para garantir que a rede social chinesa cumpra os regulamentos tanto no pagamento de impostos como no gerenciamento de conteúdo impróprio.

Em entrevista coletiva, o representante do ministério Le Quang Tu Do disse que moderar o conteúdo no aplicativo chinês é “muito mais difícil” que em outras plataformas.

Por coincidência, Do fez críticas ao aplicativo da ByteDance esta semana por permitir compartilhar conteúdo “tóxico, ofensivo e falso”. “Precisaremos de medidas mais duras para combater esse conteúdo”, disse. 

publicidade

Questionado se o TikTok seria banido no país do Sudeste Asiático, o representante disse que aqueles que não cumprem as regras locais não são bem-vindos.

TikTok, Facebook e YouTube são mídias sociais transfronteiriças com padrões internacionais. Mas, ao operar no Vietnã, precisam cumprir os regulamentos locais sobre conteúdo e obrigações fiscais

Le Quang Tu Do, representante do Ministério da Informação do Vietnã

Leia mais:

O que diz o TikTok

A rede social foi informada em fevereiro que uma delegação do governa visitaria seus escritórios no Vietnã. Segundo o TikTok, a “inspeção planejada pelo governo” não é exclusividade da empresa e também vale para outras que operam no país.

Em comunicado à Reuters, a TikTok Vietnam também disse que atualizou suas diretrizes para ser mais transparente sobre suas regras e como as aplica.

A agência de notícias recorda que a plataforma foi obrigada a remover 1,7 milhão de vídeo por “violação das políticas do governo” no ano passado. Atualmente, segundo um levantamento da DataReportal, o aplicativo tem quase 50 milhões de usuários ativos no Vietnã.

Multa milionária no Reino Unido

Vale lembrar que o TikTok também recebeu uma multa multimilionária por descumprir a lei de proteção de dados do Reino Unido. Segundo a decisão dos reguladores, a empresa da ByteDance terá que pagar 12,7 milhões libras (quase R$ 80,6 milhões na cotação atual) para resolver o caso.

Bloqueio em dispositivos do governo

A Austrália também confirmou recentemente que vai banir o TikTok de todos os dispositivos ligados ao governo por risco à segurança nacional.

O país entra para a crescente lista de governos que estão bloqueando o acesso ao aplicativo chinês — até agora, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Nova Zelândia, Canadá, Bélgica, França, Escócia e a Comissão Europeia também abraçaram a ideia.

O que está acontecendo com o TikTok? 

  • O TikTok enfrenta escrutínio especialmente nos EUA e na UE (União Europeia). As autoridades acreditam que o processo de coleta de dados da plataforma pode trazer riscos à segurança, entregando informações confidencias “de bandeja” ao governo chinês;     
  • Senadores dos EUA lançaram um projeto de lei que pode banir definitivamente a rede social do país — a proposta inclusive já ganhou o apoio do presidente Joe Biden; 
  • O CEO do TikTok, Shou Zi Chew, depôs perante o Comitê de Energia e Comércio da Câmara americana em março em defesa da plataforma; 
  • Os argumentos do diretor na audiência de cinco horas, no entanto, não convenceram os legisladores.
  • Por enquanto, o projeto de proibição em todo território americano continua avançando

Imagem principal: DANIEL CONSTANTE/Shutterstock

Com informações da Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!