A Tesla aumentou os preços de seus veículos Model S e X nos Estados Unidos depois que as fortes remarcações no início deste ano prejudicaram a lucratividade e as ações da montadora.

A Tesla aumentou cada variante de seus modelos de ponta em US$ 2,5 mil, elevando o custo do sedã e do utilitário esportivo em 2% a 3%, conforme o site da empresa. Os Model S e X agora começam em US$ 87,49 mil e US$ 97,49 mil, respectivamente.

Leia mais:

Os aumentos ainda deixam os veículos mais baratos do que no final do primeiro trimestre, quando os cortes de preços na linha da Tesla reduziram as margens de lucro. Os ajustes ocorrem dois dias depois que a Tesla baixou os preços de seu SUV Model Y de volume muito maior e do sedã Model 3 pela segunda vez neste mês.

publicidade

As ações da Tesla caíram 9,7% na quinta-feira (20), a maior queda desde 3 de janeiro, depois que o CEO Elon Musk sugeriu que a empresa continuará cortando preços para alimentar a demanda. As ações eram negociadas em menos de 1% no início da manhã desta sexta-feira (21) em Nova York, segundo a Bloomberg.

“Acreditamos que pressionar por volumes maiores e frota maior é a escolha certa aqui em vez de volume menor e margem maior”, disse Musk a analistas na quarta-feira (19).

A Tesla mudar os preços de seus veículos de ponta é menos significativo para seus resultados do que ajustar o que cobra pelos Model 3 ou Y.

A empresa vendeu apenas 10,69 mil veículos Model S e X no primeiro trimestre, cerca de 2,5% do total de entregas. Embora Musk tenha dito que os dois veículos são “de menor importância” para o futuro da Tesla, a empresa recentemente começou a exportá-los novamente de sua fábrica de automóveis na Califórnia.

A margem bruta automotiva da Tesla excluindo vendas de créditos regulatórios caiu para 19% no trimestre, abaixo do limite de 20% que o diretor financeiro Zachary Kirkhorn disse há três meses que a empresa esperava ficar acima deste ano. Sua margem operacional encolheu para 11,4%, baixa de aproximadamente dois anos.

A empresa continua à frente de outras montadoras em retorno sobre as vendas: em 2022, a GM reportou margem operacional de 6,6%, enquanto a da Ford foi de 4%.

Horas antes de os aumentos de preços serem divulgados, o CEO da Ford, Jim Farley, disse que a Tesla poderia iniciar guerra de preços e transformar certos veículos elétricos em commodities.

Os movimentos da Tesla para impulsionar o crescimento são “completamente racionais e não devem surpreender ninguém”, disse Farley em evento de caridade em Detroit. “As guerras de preços estão surgindo em todos os lugares. Quem vai piscar para crescer?”

A posição única da Tesla entre os fabricantes de veículos elétricos atraiu comparações com os primeiros dias da Ford. Sua inovação do início dos anos 1900 – a linha de montagem móvel – colocou outras montadoras fora do mercado ao reduzir os custos a níveis que outras empresas não conseguiam igualar.

Musk disse, na quarta-feira (19) que a Tesla não pretende tirar os concorrentes do mercado, mas tornar seus carros mais acessíveis em meio ao aumento das taxas de juros e à inflação persistente.

Com informações de Bloomberg

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!