As grandes empresas de tecnologia terão uma semana movimentada nos Estados Unidos. Os resultados do primeiro trimestre de 2023 serão divulgados pelas big techs em relatórios de ganhos nesta semana e fornecerão pistas de como os negócios se saíram em meio a um cenário econômico preocupante e ondas de demissões em massa.

Companhias do setor, como a Alphabet, controladora do Google, Amazon e Microsoft apresentarão seus números nos próximos dias. E a Inteligência Artificial (IA) pode ser parte importante do resultado.

Leia mais:

Resultados das big techs

  • As big techs que ainda divulgarão resultados fazem parte do S&P 500, grupo que reúne as 500 maiores empresas do mundo listadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque.
  • As atualizações trimestrais acontecem enquanto as autoridades do Federal Reserve (o equivalente ao Banco Central) sinalizam que podem aumentar as taxas de juros para combater a inflação, aumentando também a possibilidade de uma recessão.
  • Com a divulgação dos resultados nesta semana, a principal preocupação das big techs é se as medidas para conter a inflação serão bruscas, o que provocaria uma desaceleração nas empresas.
  • De acordo com o rastreador de dados FactSet, os números do primeiro trimestre de 2023 devem ser os mais fracos até agora, desde a pandemia.
  • Com 18% das empresas do S&P 500 já tendo reportado os resultados, os ganhos do período caíram em 6,2% em relação ao ano anterior.
  • Essa é a segunda queda consecutiva.
  • De outro lado, a receita das companhias já listadas aumentou em 2,1%.

IA nas big techs

Um dos pontos enfatizados nos relatórios de ganhos do trimestre é como a IA pode ser uma fonte de crescimento para as empresas do setor. Enquanto os investidores e acionistas estão preocupados com os cortes de custos e os lucros, as companhias visualizam o potencial das ferramentas no futuro.

publicidade

É possível que os resultados incluam atualizações nos esforços com a Inteligência Artificial. No último trimestre, CEOs deram atenção especial ao assunto, realizando teleconferências com menções às tecnologias.

  • A Microsoft integrou o ChatGPT da OpenAI em seu mecanismo de busca Bing, se colocando como concorrente da líder de mercado Google.
  • Já o Google anunciou o lançamento do chatbot Bard.
  • A AWS, divisão de nuvem da Amazon, lançou um conjunto de tecnologias que ajudam outras empresas a desenvolverem seus próprios chatbots de IA generativa.
  • A Meta também não ficou para atrás e publicou uma modelo de IA que seleciona objetos em uma imagem.

Contexto

  • Entre as principais do setor, Alphabet e Microsoft reportam seus números nesta terça-feira (25); a Meta, na quarta-feira (26) e a Amazon, na quinta-feira (27).
  • Os resultados vêm em meio a ondas de demissões: apenas a Microsoft, Alphabet, Meta e Amazon juntas somaram cerca de 70 mil cortes de empregos.
  • Especialistas esperam que o lucro das três primeiras empresas, entre altas e baixas, suba pelo menos 4,5%.
  • No sentido contrário, a Apple, que ainda não anunciou esforços em relação à IA, encara a desaceleração de demanda por iPhones e MacBooks, com os consumidores diminuindo gastos por conta do cenário econômico estadunidense. A empresa divulga seus números em 4 de maio.
  • Já as ações da Microsoft e da Alphabet aumentaram em cerca de 20% até agora em 2023; Apple e Amazon subiram 26% e 25%, respectivamente; e as ações da Meta cresceram 76%.

Com informações de Reuters e The Wall Street Journal

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!