Após quatro adiamentos, a SpaceX finalmente conseguiu lançar de forma bem-sucedida o maior satélite de internet banda larga do mundo. O ViaSat-3 Américas, com 50 metros de comprimento, decolou às 21h26 da noite deste domingo (30) diretamente do Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral, na Flórida (EUA).

O lançamento desse gigante foi feito usando o Falcon Heavy, um dos foguetes mais poderosos do mundo, produzido pela própria SpaceX. A nova frota de satélites deve cobrir o mundo inteiro.

publicidade

Qual a importância do ViaSat-3 Américas?

  • O satélite é o primeiro de três da rede ViaSat-3
  • Ele vai cobrir as Américas;
  • Segundo a empresa, ele começa a operar no Brasil no segundo semestre;
  • O próximo também deve deixar a Terra neste ano para servir Europa, Oriente Médio e África;
  • O terceiro será lançado em 2024 e cobrirá o eixo Ásia-Pacífico.

Os novos satélites conseguem transferir mais de 1 Tbps, o dobro da atual frota da companhia – os ViaSat-1 e 2, que entregam aos EUA 500 Gbps. Quando estiverem todos em órbita, a constelação proverá 3 Tbps, salto de 500%.

Leia mais:

Conheça o maior satélite de internet do mundo

Esse gigante conta com 50 metros de comprimento, metade de um campo de futebol. Apesar disso, ele tem um peso otimizado, e é o mais leve já produzido pela ViaSat, com um peso estimado entre 5 e 6 toneladas.

Se compararmos, um satélite da Starlink tem 260 kg e painéis com oito metros de comprimento, orbitando a terra.

satélite
Imagem ilustrativa do ViaSat-3, satélite com maior capacidade de tráfego do mundo(Imagem:Divulgação/Viasat)

Entre os detalhes incríveis do ViaSat-3 Américas está seu moderno e grande refletor, feito de polímeros reforçados, fibra de carbono e grafite, tudo isso preso a longo braço. A antena do equipamento vai direcionar os sinais de e para a Terra, possibilitando conexão entre usuários e estações por aqui.

O satélite não está sozinho na viagem. O Falcon 9 também levou o Arcturus (300 kg), da Astranis, que levará mais internet ao Alasca pela rede Aurora, e o cubeSat ucraniano G-Space-1 (22 kg), responsável por pequenas cargas de vários clientes.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!