A greve dos roteiristas de Hollywood segue sem data para acabar e mais queridinhas do público tiveram de ser adiadas: Euphoria e The Last of Us não vão ter episódios novos tão cedo. Segundo a chefe de séries de drama da HBO, Francesca Orsi, essas e mais produções não devem estrear antes de 2025.

Leia mais:

Qual o futuro das noites de domingo da HBO?

  • Com o final de Succession no próximo domingo (28), The Idol entra na programação do streaming e do canal.
  • Porém, outras séries carro-chefe da empresa, que são transmitidas nas noites de domingo no HBO e HBO Max, tiveram de ser adiadas.
  • É o caso de Euphoria, The Last of Us e The White Lotus.
  • A greve dos roteiristas é um motivo, já que os profissionais pausaram suas atividades até conseguirem um acordo com os estúdios (ainda sem previsão).
  • A agenda lotada dos atores das produções e o próprio esquema de produção da HBO também dificultaram a produção das temporadas.
Zendaya em Euphoria
Com o adiamento de Euphoria, as noites de domingo da HBO terão um desfalque (Imagem: © A24; HBO; 8FLiX)

Euphoria

Euphoria, que teve seu segundo ano exibido no início de 2022, vai ser uma das que terão uma grande lacuna de tempo entre temporadas: serão três anos entre a anterior e a próxima.

Além da greve e da questão do elenco, Sam Levinson, o criador de Euphoria, também deixou a série de lado para focar em The Idol, protagonizada por The Weeknd e Lily-Rose Depp, o que aumentou os atrasos.

publicidade

Euphoria é uma série que começamos a escrever juntamente com a pós-produção de The Idol. Mas, agora, não temos muitos roteiros. Não podemos gravar (por causa da greve), então a estreia vai ser determinada por Sam. O ideal é que ela aconteça em 2025.

Francesca Orsi, ao Deadline

The Last of Us e The White Lotus

A segunda temporada de The Last of Us e a terceira de The White Lotus também não devem chegar tão cedo pelos mesmos motivos.

Segundo Orsi, porém, a série sobre hóspedes ricos no hotel de luxo é a mais provável de sair ainda em 2024. Isso porque os roteiros já estão mais adiantados e as gravações são na Tailândia, o que impede protestos.

O problema de The White Lotus é que o showrunner Mike White também é roteirista. Ou seja, a menos que ele descumpra suas atribuições como membro do Sindicato dos Roteiristas e fure a greve, ele só poderá exercer funções de produtor, e não alterar uma mísera palavra nos planos da nova temporada.

House of the Dragon é uma das que não deve ser impactadas pela greve (Imagem: HBO/Reprodução)

House of the Dragon

Por outro lado, House of the Dragon está salva. Desde o começo da greve, os produtores já haviam anunciado que a série não teria atrasos, porque os roteiros já estavam finalizados.

Da forma com que os episódios são estruturados, também não há muita liberdade para mudança que exija os profissionais no set.

Greve dos Roteiristas

A greve começou em maio e já fez diversas séries serem adiadas.

A executiva da HBO afirmou que torce para um acordo rápido entre os profissionais e os estúdios, e que, se a greve durar mais do que seis meses, outras séries previstas não ficarão prontas.

Com informações de Deadline

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!