A OpenAI, criadora do chatbot ChatGPT, pretende lançar uma loja virtual onde os desenvolvedores possam vender seus próprios modelos de inteligência artificial. Segundo informações do The Information, dos Estados Unidos, os planos foram divulgados durante uma reunião em Londres.

Com o avanço da IA muitos desenvolvedores estão adaptando a ferramenta para construir mecanismos próprios. Com o lançamento, essas soluções poderiam ser oferecidos por meio da loja de aplicativos.

Leia mais

Dois clientes da OpenAI estariam interessados no marketplace: a Aquant, dona de software de gerenciamento de serviços, e a Khan Academy, que oferece conteúdos educacionais gratuitos.

publicidade

Expansão da OpenAI

  • A ideia de criação de um marketplace faz parte do plano de crescimento da OpenAI.
  • A empresa responsável pelo ChatGPT já anunciou, por exemplo, a abertura de um novo escritório em Londres, cidade onde também fica o DeepMind, laboratório de IA do Google. Este será o primeiro escritório corporativo fora de São Francisco, onde está localizada a matriz da OpenAI.
  • A expansão da startup busca gerar lucros. A empresa de pesquisa em semicondutores Semianalysis estima que a OpenAI gaste cerca de US$ 700 por dia, aproximadamente R$ 3400, na operação do ChatGPT.
  • A abertura de um escritório em Londres é vantajosa, uma vez que os impostos corporativos são mais baixos no Reino Unido em comparação com os EUA e outros países europeus.
  • Segundo a OpenAI, as equipes alocadas na capital inglesa vão focar em pesquisa e engenharia e colaborar como formuladores de políticas voltadas ao usuário.
  • Outro ponto favorável diz respeito as discussões sobre regulamentação da inteligência artificial. Embora a União Europeia cobre regras duras sobre a atuação da tecnologia, o governo britânico já se mostrou mais amistoso e favorável ao ChatGPT.

Com informações do The Information.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!