Apesar de ser amplamente utilizado no Brasil, o WhatsApp apresenta alguns aspectos que o tornam uma opção menos ideal como principal plataforma de troca de mensagens. Abaixo, listamos cinco motivos para você considerar NÃO usar o WhatsApp como seu principal app de mensagens.

Leia mais:

Polêmicas em relação à Meta: uso de coleta de dados e centralização do poder

O WhatsApp tem enfrentado críticas por questões de privacidade e segurança no passado. Uma das principais preocupações é em relação à coleta de dados e compartilhamento com a Meta (Facebook), empresa controladora do App.

A Meta tem sido criticado por coletar uma quantidade significativa de dados pessoais dos usuários, incluindo informações de perfil, atividades de navegação, interesses, localização e interações com outros usuários. Esses dados são usados para segmentar anúncios e criar perfis detalhados dos usuários.

publicidade
WhatsApp
(Imagem: Antonio Salaverry / Shutterstock)

O Facebook tem um histórico conturbado relacionado à privacidade quando se trata dessa questão. Em 2018, a empresa compartilhou inadequadamente dados de mais de 87 milhões de usuários com a Cambridge Analytica, resultando em influência no comportamento dos eleitores em campanhas políticas.

Em questão de segurança, o Signal é a melhor opção. Além de criptografia ponta a ponta, o aplicativo criptografa todos os dados e metadados do usuário.

Além disso, o fato de a Meta possuir tanto o WhatsApp quanto Instagram cria um ambiente de concentração de poder nas mãos de uma única empresa e a criação de um monopólio. Isso pode levar a uma falta de concorrência e inovação, além dos já citados riscos potenciais para a privacidade e a segurança dos usuários.

Limitações de compartilhamento de mídia

O WhatsApp tem limites em relação ao tamanho dos arquivos de mídia que você pode compartilhar, o que pode ser frustrante se você precisar enviar fotos ou vídeos de alta qualidade.

Limite de contas por dispositivo

O WhatsApp não permite que você crie várias contas em um único dispositivo, ao contrário de alguns concorrentes que permitem essa funcionalidade sem grandes dificuldades.

A ausência de bots

O Telegram, por exemplo, se destaca em relação ao WhatsApp devido à presença dos bots, que proporcionam uma série de vantagens, permitindo a automação de tarefas, integração com serviços externos, oferecimento de entretenimento e jogos, aumento da produtividade e até mesmo a possibilidade de criação de bots personalizados.

Ícone do Telegram em tela inicial de iPhone
(Imagem: BigTunaOnline/Shutterstock)

Dependência de um número de telefone

Ao fornecer seu número de telefone ao se cadastrar no WhatsApp, você está compartilhando uma informação pessoalmente identificável com o aplicativo e potencialmente com seus contatos. Se alguém tiver acesso ao seu número de telefone, essa pessoa poderá enviar mensagens para você no “Zap “.

Isso pode ser inconveniente se você quiser se comunicar com alguém que não esteja disposto a compartilhar seu número de telefone ou se quiser interagir com pessoas em grupos públicos sem revelar seu número.

Grupos públicos no WhatsApp podem ser alvos de spammers e abusadores que coletam números de telefone e enviam mensagens indesejadas, conteúdo impróprio ou até mesmo golpes.

No Telegram, por exemplo, não é obrigatório fornecer o seu número de telefone. É possível optar por criar um nome de usuário, que permite adicionar e conversar com outras pessoas sem a necessidade de compartilhar o número de telefone. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!