As IAs (inteligências artificiais) usadas por sites e plataformas de recrutamento permitem que você use um hack (truque) para destacar seu currículo. No entanto, a prática não é recomendável.

O hack voltou a ganhar popularidade graças a alguns influenciadores que o divulgaram e garantem que funciona, conforme informa a reportagem do The Washington Post.

Leia mais:

Como funciona o truque da fonte branca?

O truque é bem simples e consiste em copiar lista de palavras-chave relevantes ou a descrição do cargo e colar no currículo. Outro requisito é alterar a cor da fonte para branco.

publicidade

Dessa forma, o bot ou filtros de IA dos sistemas que rastreiam o currículo de candidatos lerão todo o texto em branco e destacarão o currículo para o recrutador. Contando que o fundo do documento também estará em branco, as palavras-chave escolhidas não ficarão visíveis aos revisores humanos.

A maioria das plataformas de recrutamento usa IA para contratação

A prática já é bastante conhecida, sendo utilizada nos EUA para que os currículos online ganhem destaque nas buscas de recrutadores em sites de emprego. Mas esse truque voltou a ser bastante usado com as triagens de emprego se tornando cada vez mais digitalizadas nas plataformas. 

De acordo com pesquisa de mercado da Garnet, a maioria dos recrutadores usa sistemas de rastreamento de candidatos ou plataformas de software para gerenciar candidatos. Segundo a estimativa, até metade dos empregadores usa IA em alguma parte do processo de contratação.

As IAs presentes em sites e plataformas geralmente contextualizam e classificam currículos segundo experiência e habilidades dos candidatos. Alguns usam filtros que fazem buscas por palavras-chave específicas.

Afinal de contas, o truque da fonte branca funciona? Ou vale a pena?

Para Tomas Chamorro-Premuzic, diretor de inovação da empresa de recrutamento ManpowerGroup, sim, funciona em alguns sistemas utilizados pelos recrutadores. Ele afirma que a técnica pode contribuir entre 10% a 15% na variabilidade do currículo que pode ser aceito.

Apesar do truque funcionar com as IAs e, a olho nu, pode até passar despercebido pelos recrutadores, caso uma seja feita análise profunda sob o documento, o uso do hack pode ser visto com maus olhos por alguns contratantes.

Você pode passar no filtro [da IA]. Mas quando o recrutador olhar para isso, dirá: ‘Por que devo perder tempo com eles se eles nem estão interessados?’.

Tomas Chamorro-Premuzic, diretor de inovação da empresa de recrutamento ManpowerGroup

No TikTok, recrutadores contestam a prática e até indicam que, se identificada, o currículo do candidato pode ser descartado:

Com informações de The Washington Post

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!