O programa de descontos do governo para carros novos registrou bons resultados, mas os preços praticados nos anos 1990 continuam imbatíveis.

Na época, foi lançado o famoso “carro popular” no Brasil. A categoria estreou em 1993 e ficou marcada por modelos com poucos equipamentos e motor 1.0, além de modelos vendidos por menos de R$ 8 mil como o Fiat Uno.

Leia mais:

Ford Fiesta

  • O hatch chegou ao Brasil em 1995 já na terceira geração por importação da Espanha.
  • Na época, o Fiesta já era vendido com duas ou quatro portas.
Imagem: Divulgação/Ford
  • Em 1996 a quarta geração do carro com farol “redondinho” começou a ser fabricado no Brasil com a abertura da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP).

Como era o hatch nos anos 1990

  • O comprador podia escolher entre o motor 1.3 de 60 cavalos ou o novo 1.0 com pouco mais de 50  cavalos.
  • A configuração mais atraente era a CLX, com motor Zetec 1.4 mais avançado e potente de quase 90 cavalos.
  • A lista de equipamentos de série inclui vidros, travas e retrovisores elétricos, direção hidráulica e toca-fitas.
  • Em 1998 o compacto passou a contar até com airbag duplo como opcional, algo já raro na época, ainda mais para um carro popular.
O Fiesta CLX ano 1997 era um dos mais bem equipados do mercado. Imagem: Divulgação/Ford

Quanto custava um Fiesta em 1997?

O Fiesta mais completo em 1997 não era barato, beirando os R$ 19.500 — mais de 162 salários mínimos da época (R$ 120).

publicidade

Quanto custaria o mesmo carro hoje?

Em 2023, com a inflação, o mesmo Fiesta CLX 1997 custaria cerca de R$ 93 mil, quase cinco vezes mais caro que o valor original.

Uma boa notícia para os fãs do modelo é que o carro ficou muito mais barato no mercado de usados. O mesmo Fiesta 1997 CLX sai hoje por cerca de R$ 8 mil, segundo o preço da tabela Fipe atualizada. 

Despedida do Brasil

  • Novas gerações do Fiesta vieram em 2000, 2002 e 2011, a última trazida por importação do México. 
  • Em 2013 foi lançado o New Fiesta, que ficou vivo até a fim da produção do carro ser decretada em novembro 2019 após o fim das atividades da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP).
  • O último modelo mais completo foi o Fiesta SEL, com ar-condicionado digital, central multimídia de 6,5” com Apple CarPlay e Android Auto e motor 1.6 de 128 cavalos (no etanol).
  • As últimas unidades foram vendidas abaixo do preço na faixa dos R$ 54.600.
O New Fiesta acabou sendo superado pelo irmão Ford Ka nas vendas antes de se aposentar no Brasil. Imagem: Divulgação/Ford

Fim da linha após 47 anos de estrada

Ford Fiesta
Imagem: Divulgação/Ford

A Ford também oficializou que o Fiesta deixará de ser produzido em 2023. O carro deixou a sua marca por onde passou e acumula mais de 18 milhões de exemplares vendidos globalmente.

Com nada menos que 47 anos de estrada, o fim da produção do hatch foi oficializado no dia 7 de julho de 2023. 

O Fiesta chegou em 1976 e foi um dos automóveis mais populares da Ford. A decisão de aposentar o modelo no exterior também já era esperada. O hatch será substituído pelo Puma, um modelo 100% elétrico com plataforma da Volkswagen.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!