Nesta quinta-feira (10), a Virgin Galactic lançou com sucesso sua segunda missão comercial ao espaço, denominada Galactic 02 – o primeiro voo totalmente turístico da empresa do bilionário Richard Branson.

O lançamento se deu ao meio-dia (pelo horário de Brasília) e foi transmitido ao vivo em todas as plataformas do Olhar Digital, com apresentação de Bruno Capozzi, nosso editor-executivo, e comentários do editor de Ciência e Espaço, Lucas Soares, e do astrônomo Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), membro da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e diretor técnico da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon).

O porta-aviões VMS EVE decolou do Espaçoporto America (a base de lançamento da Virgin Galactic localizada no estado norte-americano do Novo México), transportando o avião espacial VSS Unity até cerca de 15 km de altitude e soltando o veículo, que acionou então seus próprios motores às 12h25 para seguir rumo a cerca de 88 km acima da superfície terrestre (acima do ponto definido por algumas instituições como início do espaço).

Avião espacial VMS Eve, levando os primeiros turistas espaciais da Virgin, e a curvatura da Terra ao fundo. Crédito: Virgin Galactic

Desta vez, o VMS EVE foi conduzido por Kelly Latimer, ex-piloto da NASA, e C.J. Sturckow, ex-astronauta da agência que tem quatro missões de ônibus espaciais no currículo, incluindo o primeiro voo do programa. 

publicidade

No comando do avião espacial VSS Unity, assim como aconteceu no voo Galactic 01, estavam Mike Masucci (tenente-coronel aposentado da Força Aérea dos EUA e piloto veterano da Virgin Galactic) e Nicola Pecile (tenente-coronel aposentado da Força Aérea Italiana).

Na fileira de cima, C.J. Sturckow e Kelly Latimer, pilotos do porta-aviões VMS Eve. Abaixo, Mike Masucci e Nicola Pecile, que comandaram o avião espacial VSS Unity. Crédito: Virgin Galactic

Leia mais:

Voos da Virgin Galactic até o espaço são suborbitais

Além de Masucci e Pecile, quatro pessoas estavam a bordo do Unity nessa viagem turística de estreia da Virgin Galactic, que foi suborbital, assim como os voos de teste anteriores, a missão Galactic 01 e as próximas missões comerciais já planejadas. 

Isso significa que a espaçonave não atinge velocidade suficiente para alcançar a órbita da Terra. Assim, o veículo sobe até determinado ponto e depois volta ao solo, não circundando o planeta. Mesmo assim, por alguns instantes durante o voo, os passageiros experimentam a sensação de ausência de gravidade.

Tripulação da missão Galactic 02: Jon Goodwin, ex-atleta olímpico do Reino Unido, a personal trainer Keisha Schahaff e sua filha Anastatia Mayers, de Antígua e Barbuda. Crédito: Virgin Galactic

Os passageiros do primeiro voo comercial turístico da Virgin Galactic foram: Keisha Schahaff e Anastatia Mayers, mãe e filha que ganharam as passagens por meio de um sorteio, e Jon Goodwin, que comprou seu assento em 2005, por US$250 mil (quase R$690 mil, na cotação média da época, ou R$1,22 milhão, na conversão atual). 

Passageiros da missão Galactic 02 no interior do avião espacial pouco antes de atingirem a fronteira do espaço. Crédito: Virgin Galactic

De acordo com o site Business Insider, Goodwin foi a quarta pessoa a comprar um ingresso da Virgin Galactic. No mesmo ano, ele foi diagnosticado com a doença de Parkinson, passando a temer que a viagem nunca acontecesse – e este dia, finalmente, chegou!

Aos 80 anos, o ex-canoísta britânico se tornou o primeiro atleta olímpico a ir ao espaço. E a companheira de voo Anastatia, uma estudante de 19, agora é a segunda pessoa mais jovem no mundo a realizar o feito. Ela e sua mãe, que é personal trainer, são da nação insular Antígua e Barbuda, que fica no Caribe.

Beth Moses, astronauta 02 e instrutora chefe da Virgin Galactic. Crédito: Virgin Galactic

Junto do trio estava Beth Moses, astronauta 002 da Virgin Galactic, que foi responsável pelo treinamento da tripulação.  

Eles retornaram ao chão em segurança às 12h40, em um pouso planado, concluindo com sucesso a primeira missão espacial turística da empresa – segundo a qual os próximos terão periodicidade mensal.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!