As bicicletas elétricas têm se mostrado uma forma divertida e eficiente de se locomover pela cidade. Diversas marcas de e-bikes destacam uma série de benefícios, afirmando que é possível atingir múltiplos objetivos com um único passeio de e-bike, como melhoria na saúde, redução de emissões e economia significativa de custos.

  • No entanto, esses benefícios podem variar dependendo do estilo de vida de cada indivíduo.
  • Logicamente, as vantagens concretas do uso das e-bikes são específicas para cada caso.
  • Apesar disso, é interessante analisar quanto dinheiro é possível economizar ao adotar a bicicleta elétrica como meio de transporte.
  • Um exemplo ilustrativo foi compartilhado por uma história intrigante do Cleantechnica sobre uma mulher que documentou sua experiência de quase 20 mil quilômetros (12 mil milhas) com sua e-bike.

Leia mais:

Nota: para fins de melhor entendimento, fizemos as conversões de milhas para quilômetros e dólares para reais (na cotação atual).

Na história do Cleantechnica, Bryn Grunwald, uma associada do Rocky Mountain Institute no Colorado, tem utilizado sua bicicleta elétrica Juiced CrossCurrent desde 2018. Desde então, ela e seu parceiro já acumularam mais de 18,5 mil quilômetros.

publicidade

Bryn detalha os gastos com manutenção, reparos e conservação de sua bicicleta elétrica, revelando ao Cleantechnica a quantia de dinheiro que economizou ao andar de bicicleta em vez de dirigir seu carro.

Minha bicicleta possui uma capacidade de bateria de 624 watt-horas e eu supus um alcance médio de [56 quilômetros], resultando em aproximadamente [0,0110 quilowatt-hora por quilômetro].

Bryn Grunwald ao Cleantechnica

Os cálculos

  • Com base no custo médio da eletricidade de R$ 0,73 por quilowatt-hora, Bryn calculou que teria gasto cerca de R$ 150,43 reais carregando sua bicicleta para percorrer os últimos 18.510 quilômetros.
  • Bryn também destaca alguns gastos com manutenção ao longo dos cinco anos em que possuiu a bicicleta.
  • Estes incluem uma nova bateria por cerca de R$ 2.900, bem como diversos itens usuais de manutenção, como pneus, um novo espelho retrovisor, um novo suporte, trava e pastilhas de freio, totalizando pouco menos de R$ 2.450.
  • Isso resulta em um gasto total de pouco mais de R$ 5.500 em manutenção, reparos e carregamento da e-bike ao longo de cinco anos, equivalendo a apenas R$ 1.100 por ano.
  • É importante ressaltar que o preço da e-bike não foi considerado nos cálculos.
  • Em comparação com um carro, Bryn também é proprietária de um, e dirige um Toyota Camry 2010.
  • Supondo um consumo médio de 42 quilômetros por galão — um galão americano tem cerca de 3,8 litros —, Bryn estima que teria gasto impressionantes US$ 1.751 (R$ 8.565,54) assumindo um preço médio de US$ 3,96 por galão (R$ 19,38) apenas em gasolina para percorrer a mesma distância de 18,5 mil quilômetros que ela cobriu de bicicleta.
  • Além disso, ela calcula um gasto de R$ 5.692,40 em custos de manutenção ao longo do período de cinco anos. Isso sem nem mesmo considerar o registro, seguro e outros custos relacionados ao Camry.

Economia trocando a e-bike pelo carro

No total, Bryn informou ao Cleantechnica que teoricamente economizou R$ 5.681,83 ao andar com sua e-bike em vez de dirigir seu carro ao longo de 18,5 mil quilômetros. A diferença se torna ainda maior ao levar em consideração o seguro, registro e custo real do carro.

Para referência, o carro novo mais barato que você pode comprar nos Estados Unidos é o Nissan Versa, com preço de US$ 16.755 (R$ 81.975,51), segundo um relatório de janeiro de 2023 da Motor1. No Brasil é o Renault Kwid, por R$ 69.990.

Por outro lado, uma Juiced Bikes CrossCurrent S2 nova sai por US$ 1.599 (R$ 7.824,87), sem necessidade de registro. Para aqueles com orçamento ainda mais apertado, existem bicicletas elétricas bem mais baratas — além disso, sempre há o mercado de usados para quem busca as melhores ofertas.

Diante de todas essas informações, fica evidente que andar de bicicleta, seja elétrica ou convencional, proporcionará economias significativas em comparação com dirigir um carro. Os benefícios se tornam ainda mais evidentes quando uma contabilidade detalhada dos gastos é realizada, assim como fez Bryn em sua jornada de e-bike.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!