A missão Luna-25 foi precocemente encerrada no dia 19 de agosto devido a uma colisão com a Lua. Agora, a NASA descobriu uma nova cratera na superfície lunar que foi provavelmente causada pelo pouso forçado da espaçonave russa.

De acordo com Yury Borisov, chefe da Roscosmos, a falha da Luna-25 aconteceu devido a problemas técnicos. Durante a manobra de descida de órbita não foi possível desativar os propulsores, ao invés de 84 segundos, eles permanecerão ligados por 127 segundos, resultando na queda da espaçonave.

publicidade

O momento da colisão com o satélite aconteceu por volta das 8h57 do horário de Brasília no dia 19 e um relatório publicado no dia 21 apontou um possível local de onde pode ter acontecido o pouso forçado. Agora a NASA conseguiu imagens do local do acidente.

Leia mais:

publicidade

Nova cratera na Lua

Utilizando Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), a agência norte-americana encontrou uma nova cratera com cerca de 10 metros de diâmetro, na borda interna da cratera Pontécoulant G. O local fica a cerca de 400 quilômetros do local onde o pouso da Luna-25 estava inicialmente planejado para acontecer.

A imagem foi coletada pelo LRO no dia 24 e comparado com imagens anteriores do mesmo local é possível ver o surgimento da nova cratera.

publicidade
Na visualização de antes e depois da missão Luna-25 é possível ver o surgimento da cratera. As duas imagens foram feitas no mesmo local, uma em 27 de junho de 2020, antes do acidente, e em 24 de agosto de 2023, depois da colisão. (Credito: Goddard Space Flight Center da NASA/Arizona State University)

A imagem anterior mais recente da área pela LRO foi capturada em junho de 2022 […]; portanto, a cratera se formou algum tempo depois dessa data. Como esta nova cratera está próxima do ponto de impacto estimado da Luna 25, a equipe da LRO conclui que é provável ser daquela missão, e não de um impacto natural.

NASA, em comunicado

Ao todos, União Astronômica Internacional aponta que existem 9137 crateras lunares, já dados da sonda lunar chinesa Chang’e sugerem que, na verdade, são cerca de 130 mil, mas independente de qual for o número real, agora mais uma entrou para essa conta.

Os destroços da Luna-25 na cratera agora se juntam a outras cerca de 200 toneladas de lixo humano na superfície lunar, que inclui restos de naves espaciais acidentadas, propulsores de foguetes e quase 100 sacos de dejetos humanos.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!