Os sindicatos das lojas da Apple na França convocaram greve em busca de melhores salários e condições de trabalho, em decorrência do lançamento do iPhone 15. As entidades solicitaram aumento salarial de 7% para compensar a inflação e o fim do congelamento de contratações, que já dura meses.

No entanto, a administração da empresa da maçã ofereceu aumento de 4,5%, o que gerou insatisfação entre os trabalhadores. Como resposta à relutância da administração em atender às suas demandas, os quatro sindicatos da Apple na França anunciaram a greve.

Leia mais:

Eles também contam com o apoio da divisão corporativa da Apple France e da equipe da Apple em Barcelona (Espanha). Em plataforma de mídia social, a CGT Apple Retail, antiga CGT Apple, divulgou declaração expressando sua frustração e convocando a greve para quinta e sexta-feira (22 e 23, respectivamente), relata a Reuters.

publicidade
  • Os sindicatos solicitaram especificamente que os trabalhadores se manifestem na Ópera Garnier, localizada ao lado da loja principal da Apple em Paris;
  • A convocação para a greve foi enviada a todas as 20 lojas da Apple na França;
  • Ao todo, existem nove lojas na região parisiense, incluindo três no centro de Paris e duas em Lyon;
  • Outras cidades com lojas da Apple, como Marselha, Lille e Estrasburgo, também devem ser afetadas;
  • O representante do sindicato do CGT Apple Retail mencionou recente reunião por teleconferência com os chefes europeus da Apple, onde a administração minimizou as preocupações dos trabalhadores, sugerindo que eles estavam se saindo bem e não deveriam reclamar;
  • Isso alimentou ainda mais a insatisfação entre os funcionários.

“Guerra” na venda de iPhones na França

A greve ocorre após decisão recente do governo francês de suspender as vendas de iPhones 12 devido à violação dos limites de exposição à radiação. A Apple respondeu comprometendo-se a atualizar o software dos iPhones afetados na França para resolver o problema. No entanto, preocupações em outros países europeus sugerem que medidas semelhantes podem ser necessárias em outras regiões.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!