A Volkswagen, uma das principais fabricantes de automóveis do mundo, anunciou uma pausa temporária na produção de carros elétricos em duas de suas fábricas na Alemanha, devido a um momento turbulento no mercado.

Leia mais:

A pausa na produção em sua fábrica em Dresden reflete as preocupações crescentes na indústria automobilística sobre a desaceleração na adoção de veículos elétricos, principalmente na Europa.

De acordo com a imprensa alemã, a pausa ocorre em meio a desafios crescentes para a fabricante, que está lutando para atrair novos pedidos de carros elétricos devido à alta inflação e à redução de subsídios na Europa.

publicidade

Além disso, a Volkswagen enfrenta uma concorrência crescente de outras montadoras, como Tesla e BYD, que estão ganhando participação de mercado rapidamente.

Queda na produção da Volkswagem

A fábrica de Dresden da Volkswagen tem um grande histórico, tendo construído mais de 150 mil unidades do VW Phaeton, e-Golf, ID.3 e Bentley Flying Spur desde o início da operação, em 2002. No entanto, no ano passado, a produção do modelo ID.3 atingiu apenas 6.500 unidades.

Por causa disso, a empresa interromperá temporariamente a produção do modelo ID.3 na fábrica por duas semanas durante as férias de outono na região.

A partir de 16 de outubro, o EV será produzido novamente em operação regular de um turno. Cerca de 300 funcionários de Dresden serão realocados para outras áreas.

Fábrica da VW na Alemanha (Imagem: Divulgação)

Fábrica de EV em Zwickau

A situação também afeta a principal fábrica de carros elétricos da Volkswagen em Zwickau, onde uma das duas linhas de produção será interrompida durante as férias. A decisão segue o anúncio feito pela VW em uma reunião com funcionários no início deste mês, quando a empresa informou que cortaria 269 empregos temporários no local.

Enquanto a produção dos modelos ID.3 e Cupra Born será afetada pela pausa, a Volkswagen continuará a produzir regularmente os modelos ID.4, ID.5, Audi Q4 e-tron e Audi Q4 Sportback e-tron em três turnos.

A fabricante está atualmente em discussões com representantes sobre como proceder com a produção de carros elétricos na fábrica de Zwickau. No entanto, a empresa não especificou quantas unidades ou funcionários seriam afetados pelas mudanças.