Durante uma expedição na Bulgária em 2001 foi encontrada uma caverna com um formato bastante curioso. Além de sua aparência, que lembra uma vulva humana, ela também chama atenção pela forma como a luz do Sol incide no seu interior, criando um ambiente mágico que foi provavelmente utilizado na antiguidade para oferendas e rituais.

  • A caverna é conhecida como Utroba (утроба), que significa “útero” em búlgaro, devido ao seu formato;
  • Ela foi encontrada a cerca de 20 quilômetros da cidade de Kardzhali, no sul da Bulgária;
  • Sua entrada possui cerca de 3,5 metros de altura e 2,5 de largura, se estendo a cerca de 22 metros de profundidade.

No fundo da Caverna Utroba os pesquisadores encontraram uma estrutura que parece ter sido moldada por humanos, semelhante a um altar. A construção fez os pesquisadores acreditarem que o local tinha uma importância religiosa para a população que vivia na proximidade, provavelmente um grupo conhecido como trácios.

Leia mais:

Humanos artistas e as caverna

Os trácios são um antigo povo que fixou residência na Europa por volta do ano 3500 a.C. na região onde atualmente é a Bulgária. Eles eram uma civilização culturalmente avançada, tendo utilizado de poesias e músicas. Além disso, eles também estão ligados a diversos santuários rochosos encontrados na região.

publicidade

De acordo com o Ministério do Turismo da República da Bulgária, os rituais que aconteciam na Caverna Utroba provavelmente envolviam bacias rochosas esculpidas por humanos usadas para o vinho ser depositado durante cerimônias. A luz do Sol provavelmente dava uma aparência mágica ao local, iluminando todo seu interior por volta do meio-dia.

A projeção de luz na entrada se move ao longo das paredes e do solo da caverna e é sincronizada com o movimento do Sol. Atinge seu máximo ao meio-dia, atingindo toda a extensão da caverna ao longo de seu eixo central até um altar feito pelo homem que lembra um útero feminino.

Ministério do Turismo da República da Bulgária, em comunicado
Por volta do meio-dia a luz do Sol ilumina todo interior da caverna (Crédito: nicolay100, iStock)

Quanto aos rituais e cerimônias que aconteciam na Utroba, um estudo de 2018 sugere que ela era considerada um lugar protegido para humanos que queriam conceber, além de ter sido utilizados como local de oferendas à vida, seja por gravidez ou na agricultura. Partes da caverna com formas de frutas e grãos também sugerem que ela estivesse ligada à fertilidade do solo.

Apesar de qual tenha sido sua utilização, a caverna representa bem a interação entre as formas rochosas imperfeitas da natureza e humanos artísticos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!