Uma área úmida – ou pântano – em Brisbane, na Austrália, deixou encantados os moradores locais ao amanhecer com as águas completamente cor-de-rosa na última quinta-feira (5).

Embora pareça uma ação comercial atrasada do filme da Barbie, na verdade, o que está acontecendo em Boondall Wetlands é uma combinação de fenômenos naturais.

O que você precisa saber:

  • Uma área úmida (pântano) da Austrália chamada Boondall Wetlands ficou cor-de-rosa na última semana;
  • Neste caso, esse é um efeito temporário, causado por fenômenos naturais;
  • Existem corpos d’água no país que têm essa coloração permanente;
  • Outros países ao redor do mundo também têm lagos cor-de-rosa.

That pink algal bloom that has been reported at Boondall wetlands really is quite striking. Will probably only be around for a short time apparently

Publicado por John Quixley em Quinta-feira, 5 de outubro de 2023

De acordo com Michele Burford, doutora em biologia vegetal e professora da Universidade Griffith, a principal teoria é que as temperaturas quentes e os baixos índices de chuva contribuíram para uma floração de algas da espécie Dunaliella salina, que tem essa pigmentação natural.

publicidade

“Você pode ter uma leve brisa que pode empurrar as algas para dentro e concentrá-las em uma área”, disse Burford ao site 9news. “Acho que é isso que estamos vendo aqui, uma concentração de algas rosas. Elas provavelmente só vão ficar por um tempo e então o vento, a maré ou algo assim as dispersará novamente”.

O prefeito de Brisbane, Adrian Schrinner, disse que, embora seja natural e seguro, o governo está monitorando a situação. “Quando temos mudanças nas condições climáticas, e tem estado muito seco recentemente, isso contribui para a mudança da cor da água”.

Austrália tem lagos permanentemente cor-de rosa

Pelas declarações de ambos, vê-se que, no caso desse pântano, a aparência de milkshake de morango é temporária. No entanto, corpos d’água permanentemente cor-de-rosa são comuns na Austrália, sendo o Lago Hillier o exemplo mais conhecido (já falamos sobre ele aqui).

Localizado na Ilha do Meio, no arquipélago de Recherche, esse lago cor de chiclete tem cerca de 600 metros de largura e é cercado por uma exuberante vegetação.

Vista aérea do Lago Hillier, o mais famoso lago cor-de-rosa no mundo, que fica na Austrália. Crédito: matteo_it/Shutterstock

Em 1802, Matthew Flinders, um renomado navegador e cartógrafo britânico, foi o primeiro a sugerir que a cor do Lago Hillier vinha da salinidade – e com o passar dos anos a ciência revelou que isso é apenas parte da história. 

Leia mais:

Uma pesquisa feita em 2022 investigou mais detalhadamente a água rosa do local, que é oito vezes mais salgada do que o oceano. Os resultados desse estudo mostraram que o Lago Hillier é o lar de um conjunto diversificado de microrganismos, incluindo arqueias, bactérias e vírus, mas também algas – assim como o pântano Boondall. 

Como todos esses microrganismos são produtores de pigmentos, sua presença – permanente ou passageira – pode alterar a aparência da água.

As cores das espécies microbianas podem variar em azul, laranja e vermelho, como resultado dos carotenoides que contêm. Acredita-se que esses pigmentos lipossolúveis fornecem proteção contra ambientes com alto nível salino – o que mostra que Flinders não estava totalmente errado quando disse que o rosa pode ser resultado do sal.

Além do Lago Hillier, outros quatro lagos apresentam essa coloração na Austrália. 

  • Pink Lake;
  • Quairading Pink Lake;
  • Hutt Lagoon;
  • Lake Tyrrell.

Outras águas rosadas pelo mundo

Existem lagos cor-de-rosa também no Azerbaijão (Masazirgol); México (Las Coloradas); Senegal (Lago Retba); Canadá (Dusty Rose Lake); Espanha (Salina de Torrevieja); EUA (Great Salt Lake) e Bolívia (Laguna Colorada).

A menos que haja alguma fonte de poluição, não há perigo em nadar em lagos cor-de-rosa. No entanto, como a maioria apresenta elevada salinidade, a água pode causar irritação na pele.

É importante alertar que, de maneira geral, não é aconselhável entrar em lagos, rios e mares que apresentem coloração estranha, pois, muitas vezes, eles podem estar poluídos ou ter alta concentração de substâncias tóxicas.