Um novo ciclone extratropical trará muita chuva e vento forte para a região Sul do Brasil nos próximos dias. Mas desta vez, segundo a Climatempo, os efeitos do fenômeno climático deverão ser sentidos também no Sudeste e Centro-Oeste do país.

Leia mais

Região Sul ainda se recupera dos estragos causados pelo último ciclone extratropical

  • No mês passado, a passagem de um ciclone extratropical deixou um rastro de destruição, com mais de 50 mortes no Rio Grande do Sul.
  • Milhares de pessoas continuam fora de suas casas no estado, enquanto alguns rios seguem com níveis acima do normal.
  • Santa Catarina e o Paraná também sofreram com os alagamentos provocados pelo mau tempo.
  • Por isso, o Sul do país está em estado de alerta para a passagem do novo ciclone extratropical.
  • As informações são do UOL.
Imagem de satélite mostra a formação do ciclone extratropical no oceano Atlântico. (Imagem: Reprodução/MetSul)

Frio e chuva

A MetSul destaca, no entanto, que o grande impacto deste novo fenômeno climático será gerado pela frente fria associada que vai levar temporais, alguns fortes a intensos com vendavais e danos, também ao Centro-Oeste e ao Sudeste do Brasil.

O risco de tempestades severas isoladas será especialmente alto no Centro-Oeste, onde a atmosfera está por demais aquecida com uma sequência de mais de uma semana de dias com máximas em elevação. Cuiabá completa oito dias seguidos com máximas na casa dos 40 ºC.

Metsul

Nesta terça-feira (24), o litoral do Rio Grande do Sul fica em alerta para chuva e rajadas de vento forte, assim como áreas do leste e litoral de Santa Catarina. No Paraná, a chuva aumenta devido a circulação de ventos e a entrada de mais umidade que vai favorecer a ocorrência de pancadas fortes com raios e ventos. Há também previsão de rajadas de vento moderadas a fortes em grande parte da região Sul, variando, em média, entre 40 e 60 km/h independente da chuva.

publicidade

Na quarta-feira (25), há risco de vento forte no leste do Rio Grande do Sul, no sul e no litoral de Santa Catarina, com rajadas de vento entre 50 a 70 km. O ciclone começa a se afastar do Brasil no mesmo dia.

Na quinta-feira (26), uma frente fria vai se estender até a costa do Sudeste do Brasil, mas no Sul já estará de volta o ar tropical úmido com instabilidade. Na cidade de São Paulo, por exemplo, as temperaturas devem cair bastante, não ultrapassando a marca dos 21ºC. No sábado, no entanto, os termômetros voltam a subir.