Atualmente, o local onde ocorre a maior queda de água na Terra está localizado na catarata do Estreito da Dinamarca. Nesse local, a queda não ocorre numa altura impressionante, mas sim em baixo d’água. Pode parecer estranho, mas a ciência explica como isso acontece.

Com a impressionante distância de 3,5 quilômetros, a queda de água do Estreito da Dinamarca superam a Angel Fall, cachoeira ininterrupta mais alta da Terra que libera águas há 976 metros de altura.

publicidade

Leia mais:

As águas do Estreito da Dinamarca vêm do Mar da Groenlândia para o Mar Irmenger (parte do Oceano Atlântico) resultando em uma queda que é cerca de três vezes maior que a cachoeira da Venezuela.

Em tamanho, a catarata dinamarquesa também conta com uma largura impressionante, com seus 5 milhões de metros cúbicos de água por segundo.

O mais surpreendente dessa catarata é que ela fica bem abaixo da superfície do Atlântico, como observa o IFL Science. Mas como isso acontece? 

Bom, de acordo com o Nacional Ocean Service, isso está relacionado com a temperatura da água. Sendo que as águas frias do Estreito da Dinamarca são mais densas do que as águas quentes, portanto, ela tende a afundar. Isso resulta na imensa fenda que pode ser conferida no vídeo abaixo:

Cachoeira de Sangue na Antártica tem mistério revelado

Em 1911, numa expedição à Antártica, um grupo de pesquisadores e exploradores fez uma descoberta bizarra. Uma geleira que parecia chorar sangue. O líquido com cor enferrujada saindo em meio ao gelo ficou conhecido como Cachoeira de Sangue, e somente agora, mais de 100 anos depois, a ciência conseguiu finalmente descobrir o que causa essa estranha coloração.

As amostras que finalmente permitiram a descoberta do motivo da cor vermelha foram coletadas em 2006 e mais recentemente em 2018, sendo analisadas por um poderoso telescópio eletrônico que buscou por partículas e micróbios que poderiam viver ali. Saiba mais.