A SpaceX, empresa espacial de Elon Musk e que possui vários contratos com a NASA, chegou a 80 missões orbitais em 2023. A mais recente foi nesta quarta-feira (8), com o lançamento do foguete Falcon 9 modelo B1058-18, que levou mais 23 satélites da Starlink, a empresa de internet via satélite da SpaceX.

Esse foi 11º lançamento desse booster em específico do Falcon 9 só neste ano, segundo o Space.com. Já os novos satélites da Starlink deixaram o Falcon 9 em direção à baixa órbita da Terra após 65 minutos do lançamento.

Leia mais:

80 missões da SpaceX em 2023

  • A missão desta quarta-feira (8) foi a 80ª da companhia em 2023;
  • Boa parte desses voos foi dedicada à construção da mega constelação da Starlink;
  • Atualmente, há mais de cinco mil satélites em operação na baixa órbita da Terra, segundo o astrofísico e rastreador de satélites Jonathan McDowell.

Starship: FAA conclui avaliação de segurança do foguete da SpaceX

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) anunciou nesta terça-feira, 31 de outubro, que concluiu a revisão de segurança do Starship, que avalia os riscos que um lançamento pode representar para a saúde pública e a propriedade. No entanto, ainda há outra barreira regulatória a ser superada antes que a SpaceX possa obter a licença para a próxima decolagem do Starship.

publicidade

A FAA continua trabalhando na revisão ambiental. Como parte da revisão ambiental, a FAA está consultando o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos (USFWS) em uma Avaliação Biológica atualizada sob a Lei de Espécies Ameaçadas. A FAA e o USFWS devem concluir esta consulta antes que a parte da avaliação ambiental da licença seja finalizada.

Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), em comunicado via Space.com
  • O Starship é o maior e mais poderoso foguete já construído. É composto por dois elementos totalmente reutilizáveis: o propulsor Super Heavy e o estágio superior Starship, com uma altura de quase 122 metros quando totalmente montado.
  • Até o momento, o veículo em tamanho real voou apenas uma vez, em um voo de teste lançado em 20 de abril a partir de Starbase, a instalação à beira-mar da SpaceX no sul do Texas.
  • Essa missão tinha como objetivo enviar o estágio superior do Starship parcialmente ao redor do mundo, com um pouso no Oceano Pacífico, perto do Havaí.
  • No entanto, o Starship enfrentou vários problemas logo após a decolagem, incluindo uma falha na separação de seus dois estágios. Como resultado, o veículo foi intencionalmente detonado acima do Golfo do México.
  • A FAA iniciou uma investigação sobre o incidente, que foi encerrada em 8 de setembro.
  • No entanto, na época, a agência destacou que mais trabalho era necessário antes que a SpaceX pudesse receber uma licença para o segundo lançamento do Starship.

Leia a matéria completa aqui