Com o retorno de Sam Altman à OpenAI, a Microsoft assumirá agora uma cadeira no conselho da empresa, anunciou o CEO em sua primeira carta oficial após a breve crise na startup. Segundo o diretor, a big tech, no entanto, será uma observadora sem direito a voto (ao menos por enquanto). 

O que você precisa saber: 

  • Conforme a Reuters, a posição de observadora significa que a empresa poderá participar das reuniões da OpenAI e acessar informações confidenciais; 
  • Ela não poderá, contudo, votar em assuntos que incluem a eleição ou escolha de diretores; 
  • A adição de um representante da Microsoft, uma das maiores apoiadoras da OpenAI, vem após o conselho antigo da empresa demitir Sam Altman sem aviso — atitude gerou reação negativa no mercado e estabeleceu uma crise na companhia. 

Leia mais! 

Vale lembrar que, quando Altman foi demitido, a Microsoft recrutou o especialista e, sutilmente, criticou a decisão da startup dizendo que a governança do fabricante do ChatGPT precisava mudar. O CEO se tornou o rosto da empresa e foi um dos responsáveis por convencer a big tech a aplicar um investimento bilionário na OpenAI.  

publicidade

Com a reação negativa de funcionários, mercado e investidores, uma reformulação foi realizada no conselho — apenas alguns antigos membros permaneceram. A OpenAI busca ainda mais seis especialistas em áreas que vão desde tecnologia até segurança e política para completar o novo time. 

A Microsoft se comprometeu a investir mais de US$ 10 bilhões na OpenAI e possui 49% da empresa. 

A volta de Altman 

Entre outras mudanças na empresa anunciadas por Altman em carta de retorno, está a saída de Ilya Sutskever, cientista-chefe da OpenAI, do conselho. O membro foi um dos responsáveis pelo voto positivo na demissão do CEO. Ao medir as consequências da decisão, ele assinou uma carta pedindo o retorno do diretor e se desculpou, expressando pesar por sua “participação nas ações do conselho”. 

Eu amo e respeito Ilya, acho que ele é um guia na área e uma joia de ser humano. Não tenho nenhuma má vontade em relação a ele. 

Sam Altman em carta de retorno.

Greg Brockman, presidente da OpenAI que se demitiu após saber da demissão do colega, também retornou para a startup, no mesmo cargo. Mira Murati, que foi brevemente nomeada CEO interina com a ausência do especialista, também voltou a sua posição de CTO da empresa. 

Aniversário do ChatGPT 

E por falar em OpenAI, nesta quinta-feira (30) seu produto de IA, o ChatGPT, está completando um ano. Para comemorar toda a trajetória do chatbot que revolucionou a tecnologia generativa no mercado, o Olhar Digital tem publicado matérias especiais esta semana relembrando as novidades e conflitos do bot. Confira alguns links abaixo: