Sam Altman, o CEO da OpenAI, enfrentou turbulento episódio envolvendo sua demissão e posterior reintegração na empresa. Adam D’Angelo, ex-executivo do Facebook e fundador do Quora, foi figura central nessa história cheia de reviravoltas. D’Angelo foi um dos quatro membros do conselho que votou a favor da demissão de Altman, mas, surpreendentemente, ele foi o único a ser nomeado para o novo conselho da empresa.

Agora, D’Angelo assumirá papel-chave na governança futura da OpenAI. Durante as negociações para o retorno de Altman, ele foi o único diretor em que ambos os lados concordaram, segundo o The Wall Street Journal. O objetivo é garantir a supervisão ativa do conselho, bem como proporcionar linha direta de comunicação com os funcionários e a equipe de gestão. D’Angelo é reconhecido por sua abordagem centrada, tomando decisões de forma gradual e direta, fazendo perguntas pertinentes para chegar a conclusões sólidas.

Leia mais:

Relação entre D’Angelo e Altman

  • D’Angelo e Altman já possuíam relação antes dos acontecimentos recentes;
  • Ambos compartilham trajetória no mundo da tecnologia, com D’Angelo sendo ex-colega de classe de Mark Zuckerberg e tendo atuado nos centros de poder da indústria;
  • Antes de se envolver com a OpenAI, D’Angelo ocupou o cargo de CTO no Facebook e também investiu em várias startups, incluindo o Instagram;
  • A OpenAI possui estrutura de conselho incomum, onde uma organização sem fins lucrativos governa uma subsidiária com fins lucrativos;
  • Essa dinâmica peculiar pode ter influenciado o desenrolar dos eventos;
  • Vale ressaltar que a Quora, empresa da qual D’Angelo é CEO, é cliente da OpenAI e oferece produto concorrente do ChatGPT chamado Poe.

Altman elogia D’Angelo por sua transparência em relação aos possíveis conflitos de interesse entre Quora e OpenAI. Mesmo diante dos desafios enfrentados, Altman e D’Angelo parecem estar em bons termos, como evidenciado por foto postada por Altman, onde os dois comemoram a data do Dia de Ação de Graças juntos.