A Tesla vai fazer mais um recall nos Estados Unidos. Desta vez, o recall será para 120.423 veículos, por uma falha de segurança nas portas em caso de acidentes. As informações são da Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Estradas (NHTSA, na sigla em inglês).

Para quem tem pressa:

  • Novo recall da Tesla: Tesla anuncia recall de 120.423 veículos Model S e Model X fabricados entre 2021 e 2023 nos Estados Unidos, devido a uma falha de segurança nas portas que não atende a padrões federais de proteção contra impactos laterais;
  • Problema de segurança: A Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Estradas (NHTSA) identificou que os veículos afetados não cumprem alguns requisitos de segurança, especialmente em relação à proteção em caso de acidentes laterais;
  • Atualização de software: Para resolver o problema de segurança, a Tesla lançou uma atualização do software OTA (Over-The-Air), permitindo aos veículos cumprir os padrões de segurança necessários sem a necessidade de visitas físicas à concessionária;
  • Outro recall da Tesla: Este recall ocorre após outro, ocorrido recentemente, envolvendo aproximadamente dois milhões de veículos elétricos da Tesla por problemas no sistema Autopilot.
  • Investigações e segurança: A NHTSA tem conduzido diversas investigações sobre colisões envolvendo veículos da Tesla com suspeitas de falhas no sistema de direção, incluindo casos com vítimas fatais.

O novo recall vai afetar os veículos Model S e Model X, fabricados entre 2021 e 2023. Esses carros não cumprem alguns padrões federais de segurança para proteção contra impactos laterais.

publicidade

Leia mais:

Ainda de acordo com o órgão regulador de segurança rodoviária do país, a fabricante de veículos elétricos (EVs, na sigla em inglês) de Elon Musk lançou uma atualização do software Over-The-Air (OTA) – atualizações de software ou firmware entregues geralmente via Wi-Fi ou redes móveis – para resolver esse problema.

publicidade

Recall para 2 milhões de carros da Tesla

Visão do interior de um Tesla numa rodovia
(Imagem: Flystock/Shutterstock)

Esse recall vem poucos dias após a Tesla anunciar que faria recall de aproximadamente dois milhões de EVs por problemas no Autopilot – o “piloto automático” da empresa.

O objetivo deste foi instalar novos recursos de segurança para evitar o uso indevido do sistema de assistência ao motorista. O recall aconteceu após a finalização de uma investigação realizada pela NHTSA.

publicidade

O sistema Autopilot da Tesla permite que os veículos dirijam, acelerem e freiem automaticamente dentro de sua faixa, enquanto a versão aprimorada pode auxiliar na mudança de faixa em rodovias.

Desde 2016, a NHTSA abriu mais de 35 investigações envolvendo colisões de veículos da Tesla nos quais há suspeitas de que o sistema de direção falhou. Nestes casos, 23 pessoas acabaram morrendo.