Esta semana o X, de Elon Musk, divulgou alguns planos para 2024, incluindo adição de pagamentos e mais ferramentas alimentadas por IA (inteligência artificial). Além disso, a rede social removeu sem alarde um recurso que já foi popular no passado, especialmente entre as celebridades: o uso de NFT (lembra deles?) como foto de perfil.

Disponível desde janeiro de 2022, antes da venda para o empresário, a plataforma permitia que assinantes do então Twitter Blue definissem NFTs (token não fungível) como imagem de perfil. Ao clicar nelas apareciam mais informações sobre a obra.

Agora, o X (antigo Twitter) removeu todas as menções sobre o recurso da sua página de suporte. Antes, era informado que assinantes Premium podiam “personalizar seu perfil para exibir os NFTs que possui em uma imagem de perfil”. O ativo digital era exibido em um formato hexagonal especial que também identificava o proprietário.

Plataforma permitia que assinantes pagos definissem NFTs (token não fungível) como imagem de perfiI. Imagem: Divulgação

No fim, a remoção do recurso não é muito surpreendente, visto que outras redes sociais também encerraram recursos ligados aos NFTs após o fim da moda de tokens valiosos como a coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC). A Meta também tomou a mesma decisão em março de 2023.

publicidade

Leia mais:

Conta da SEC no X divulga informações falsas sobre bitcoin 

Falando na relação do mundo cripto com o X, a conta oficial da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA na rede social foi hackeada nesta terça-feira (9), informou a agência reguladora em comunicado. Segundo informações da Reuters, além da invasão, informações falsas sobre o Exchange Traded Fund (ETF) para bitcoin foram divulgadas, uma medida ansiosamente aguardada pelos investidores em criptomoedas.

A SEC disse que está trabalhando com as autoridades para investigar o hack. Saiba mais sobre o caso aqui.