Após a Universal Music anunciar, em carta aberta, que não renovaria o acordo de licenciamento com o TikTok, usuários começaram a notar a falta de diversas músicas no aplicativo de vídeos — como era previsto. Conforme relatado pela Reuters, hits de Taylor Swift, Harry Styles, Justin Bieber, Coldplay e outros estão oficialmente fora do catálogo da plataforma. 

O que aconteceu? 

  • A Universal Music Group (UMG) anunciou na terça-feira (30) que seu acordo de licenciamento com o TikTok não seria renovado este ano; 
  • Em carta aberta, a gravadora acusou a plataforma de “tentar construir um negócio baseado na música, sem pagar o valor justo”, indicando um conflito de royalties entre as partes; 
  • As músicas de diversos artistas sob o guarda-chuva da gravadora expiram na segunda-feira (1°) — o contrato vigente venceu na quarta-feira (31); 
  • Vale pontuar que a Universal Music Group (UMG) é uma das maiores gravadoras do mundo; 
  • O TikTok representa cerca de 1% da receita total da companhia;
  • Perfis de artistas no TikTok, como o da Swift, já exibem um aviso que diz: “A música não está disponível no momento”.

Leia mais! 

Segundo a Universal, em tratativas de renegociação, o TikTok se propôs a pagar aos artistas e compositores um valor que é uma “fração da taxa” que as principais plataformas sociais em situação semelhante pagam. O grupo também indicou problemas com “conteúdo problemático” na rede social, que estaria “inundada” com gravações geradas por inteligência artificial, diluindo o conjunto de royalties dos artistas.

publicidade

A gravadora ainda acusou a empresa de bullying e intimidação durante as tentativas de renovação, o que levou a UMG a encerrar qualquer relação. 

As táticas são óbvias: usar o poder da sua plataforma para prejudicar artistas vulneráveis e tentar intimidar-nos para aceitarmos um mau acordo que subvaloriza a música e engana artistas e compositores, bem como os seus fãs. Nunca faremos isso.   

Universal Music em carta aberta. 

Em comunicado, o TikTok disse que a “narrativa e retórica da Universal é falsa”. Ela acrescentou ser “triste e decepcionante que o Universal Music Group tenha colocado sua própria ganância acima dos interesses de seus artistas e compositores.” 

Para analistas do JP Morgan, a Universal Music tem mais a ganhar do que a perder. O escritório de investimentos estima que a gravadora perca menos de US$ 109 milhões com a retirada do TikTok, o que deve ser parcialmente compensado pelos usuários que ouvem música em aplicativos concorrentes — com o cenário, criadores de conteúdo já falam em migrar para o Reels, do Instagram.

Além dos artistas mencionados, usuários devem notar também a ausência das músicas de outros cantores como: 

  • Alicia Keys;  
  • Ariana Grande; 
  • Justin Bieber; 
  • Adele;  
  • U2;  
  • Billie Eilish; 
  • Kendrick Lamar;  
  • Elton John; 
  • Pearl Jam; 
  • Bob Dylan; 
  • Post Malone; 
  • Drake;  
  • Bad Bunny; 
  • Sting; 
  • Olivia Rodrigo; 
  • Eminem; 
  • SZA; 
  • Steve Lacy; 
  • Rosalía; 
  • Jon Batiste; 
  • The Weeknd e outros.