A montadora chinesa Geely Holding Group, controladora de marcas como Volvo e Lotus, confirmou no último sábado (3) o segundo lançamento de satélites em órbita terrestre baixa. Os 11 lançados vão reforçar os sistemas de navegação para veículos autônomos da empresa, fornecendo dados mais precisos.

Leia mais:

Vídeo relacionado

O que você precisa saber

  • A Gelly lançou 11 satélites de órbita baixa para carros autônomos em 3 de fevereiro do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, disse a montadora em comunicado.
  • A empresa esperar ter 72 deles operando até 2025, atingindo, eventualmente, uma constelação de 240 satélites.
  • O primeiro lançamento foi realizado em junho de 2022.
  • Os satélites têm, entre as funções, sensoriamento remoto alimentado por IA (inteligência artificial), fornecendo imagens nítidas e de alta resolução, disse a empresa.
  • Além de fornecer suporte e dados de navegação de alta precisão para carros autônomos, a Geely acrescentou que sua rede também servirá para outras funções comerciais.
  • As informações são da Reuters.

Esses são apenas o começo de uma rede de 240 satélites que a empresa planeja instalar, a chamada ‘Geely Future Mobility Constellation’. Essa rede deve prover informações para que carros autônomos encontrem seu caminho, e também estabelecer uma rede de comunicação carro a carro.

Segundo a empresa, a rede ainda permitirá o posicionamento de GPS com precisão de centímetros, o que é fundamental para que os veículos autônomos do futuro andem pelas ruas com segurança.

publicidade

Vale lembrar que as redes de satélites da China são dominadas pelos militares, mas o governo começou a permitir o investimento privado na indústria espacial do país em 2014. Desde então, empresas comerciais começaram a explorar o setor (a maioria focada na fabricação de satélites).

Quem é a Geely?

A Geely é um conglomerado privado pertencente ao bilionário Li Shufu. Ela detém, além da própria marca principal, outras marcas chinesas, como Farizon, Lynk e Zhi Dou, e duas grandes ocidentais: Volvo e Lotus. As empresas ocidentais também usarão os serviços dos satélites chineses.

publicidade

Atualmente, a China tem mais de 400 satélites implantados no espaço, incluindo satélites de propriedade comercial, segundo a mídia estatal.