O lançamento do Apple Vision Pro continua dando o que falar. Após o início das vendas dos óculos de realidade virtual nos Estados Unidos, várias imagens de pessoas usando o produto começaram a circular e chamar a atenção. Algumas delas mostram indivíduos utilizando o Vision Pro enquanto “dirigiam” carros autônomos da Tesla. Mas afinal, essa prática é permitida?

Leia mais

Diversos vídeos viralizaram nas redes sociais mostrando usuários do Apple Vision Pro usando os óculos enquanto transitam no sistema de direção autônoma da Tesla. Esse comportamento é claramente irresponsável, mas as leis dos Estados Unidos não são totalmente claras sobre isso.

O secretário de Transportes dos EUA, Pete Buttigieg, afirmou em postagem no X (antigo Twitter) uma mensagem alertando que “todos os sistemas avançados de assistência ao motorista disponíveis hoje exigem que o motorista humano esteja no controle e totalmente envolvido na tarefa de dirigir em todos os momentos”.

publicidade

Já um porta-voz da Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário destacou que “dirigir usando um Apple Vision Pro é imprudente e desconsidera a segurança de todos na estrada”. Ele também reforçou que “todos os veículos com sistemas avançados de assistência ao motorista exigem um motorista humano totalmente atento que está monitorando o ambiente ao redor em todos os momentos”.

As próprias diretrizes da Apple recomendam que os motoristas não devem usar os óculos de realidade virtual enquanto estiver “operando um veículo em movimento, bicicleta, máquinas pesadas ou em quaisquer outras situações que exijam atenção à segurança”.

Mas em termos de legislação o assunto é bastante obscuro. Para Joseph Young, do Instituto de Seguros para a Segurança Rodoviária dos EUA, uma eventual proibição dependeria de leis estaduais específicas.

Muitos estados dos EUA têm leis amplas que cobrem o uso de dispositivos eletrônicos durante a condução. Por exemplo, 27 estados têm uma proibição total do uso de celulares portáteis, enquanto outros estados tornam ilegal o envio de mensagens de texto ao dirigir. Mas a grande discussão é como o Apple Vision Pro seria enquadrado dentro dessa classificação.

Em alguns estados e distritos, isso é bastante claro. Em Connecticut, D.C. Washington e Wisconsin qualquer aparelho que desvie a atenção do motorista da condução do veículo é irregular. Mas em outros locais, as leis contêm possíveis brechas.

Segundo especialistas, isso evidencia a necessidade de revisão da legislação atual para abarcar as novas tecnologias existentes. As informações são do TechRadar.

Vision Pro

  • Quase oito meses após ser revelado, a Apple começou a entregar na semana passada os primeiros óculos de realidade virtual para os clientes dos Estados Unidos.
  • O novo produto pesa cerca de 600 gramas.
  • Ele tem três opções de armazenamento: 256 GB, 512 GB e 1 TB.
  • Além disso, conta com 6 microfones e 12 câmeras, que permitem gravar vídeos e tirar fotos em três dimensões.
  • Os óculos de realidade virtual usam o sistema operacional visionOS, que suporta centenas de aplicativos.
  • O dispositivo é equipado com dois chips principais: o M2, que executa o sistema, e o R1, que se concentra em processar as imagens.
  • O preço de entrada do Vision Pro é US$ 3.499 (mais de R$ 17 mil), mas pode chegar a US$ 5.200 (cerca de R$ 25 mil) com configurações mais avançadas e acessórios como bolsa e bateria externa.