A sonda Lucy da NASA está voltando para a Terra para uma aproximação prevista para acontecer no final de 2024. A espaçonave, que tem o objetivo de visitar diversos asteroides, está fazendo isso para levar um empurrão do nosso planeta e seguir sua missão.

  • A jornada de volta para a Terra da sonda lançada em 2021 começou quando ela realizou a maior queima de combustível planejada da missão de 12 anos; 
  • Seus motores principais foram ativados no dia 3 de fevereiro por cerca de 36 minutos;
  • A operação aconteceu depois da primeira explosão dos motores principais no dia 31 de janeiro, que teve duração de apenas 6 minutos.

A ativação dos motores, que esgotou metade do combustível, aconteceu para tirar a Lucy de sua órbita atual, que passa pelo cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, para colocá-la em uma trajetória mais próxima da vizinhança do gigante gasoso. 

Leia mais:

Próximos destinos da Lucy

Essas manobras permitirão que a espaçonave chegue mais perto dos próximos objetos a serem visitados, os asteroides troianos que compartilham a órbita com Júpiter. A ativação dos motores colocou a Lucy em uma velocidade de 3200 quilômetros por hora em direção a Terra, sendo a segunda vez durante a missão, em que ela receberá assistência gravitacional do nosso planeta.

publicidade

A primeira aproximação aconteceu em outubro de 2022, quando a Lucy ficou a apenas 350 quilômetros acima da superfície da Terra, lhe dando um chute que permitiu que ela viajasse a uma velocidade de mais de 46 mil quilômetros por hora. A Aproximação no final de 2024, colocará a sonda a 370 quilômetros acima do planeta.

  • Depois que a Lucy pegar o impulso na Terra, seu próximo alvo será o 52246 Donaldjohanson, enquanto ela estiver passando pelo cinturão de asteroides, o que está previsto para acontecer, em 2025;
  • Em 2027, a sonda deve chegar nos asteroides troianos, sendo seu primeiro alvo de estudo por lá o Eurybates e seu satélite ou ‘lua’ Queta;
  • Depois disso, a espaçonave visitará mais quatro asteroides, sendo três deles sistemas duplos.

A aproximação da Terra em 2024 não será a última vez que a Lucy visitará a Terra. Em 2031, a sonda receberá outra assistência gravitacional do nosso planeta que a ajudará a chegar aos grandes asteroides binários Pátroclo e Menoécio, em 2033, que também será o último ano da missão principal.