A história da escrita também faz parte do desenvolvimento da humanidade. Segundo historiadores, essa inovação surgiu de forma independente em regiões como a Mesopotâmia, Egito, China e na Mesoamérica. No entanto, este também pode ter sido o caso na remota e fascinante Ilha de Páscoa.

Leia mais

Ilha de Páscoa pode ter tido escrita própria

  • A Ilha de Páscoa (ou Rapa Nui) fica em uma área remota do Oceano Pacífico, a cerca de 3.800 km da costa do Chile.
  • Ela é famosa pelas grandes estátuas moais.
  • Mas agora, especialistas apontam que os povos que ali viviam podem ter desenvolvido uma escrita própria, o Rongorongo, preservada até hoje em objetos de madeira encontrados na região.
  • O estudo foi publicado na revista Scientific Reports.
  • As informações são da revista Galileu.
Imagem: Projetos INSCRIBE e RESOLUTION

Textos foram escritos antes da chegada dos europeus

Indecifráveis, os textos localizados na Ilha de Páscoa são considerados relativamente longos e foram escritos em símbolos pictóricos, que representam imagens como o corpo humano, animais, plantas, ferramentas e corpos divinos.

De acordo com os pesquisadores, “descobrir um sistema de escrita em um local tão remoto é surpreendente, e ainda há debates quanto a sua origem. Esses glifos pictóricos não se parecem com nenhuma outra escrita conhecida”.

publicidade

Utilizando datação por radiocarbono em quatro objetos de madeira do local, foi possível concluir que uma das tábuas seria do final do século XV ou início do século XVI, enquanto as demais seriam do século XIX.

A datação da madeira da tábua não necessariamente indica a data da inscrição, mas, dadas as circunstâncias de conservação, não podemos supor uma data muito posterior àquela em que a madeira utilizada para a tábua foi cortada.

Silvia Ferrara, da Universidade de Bolonha, na Itália

A escritura mais antiga pertence a um período entre 1493 e 1509. Essa data remonta a centenas de anos antes da chegada dos europeus na Ilha de Páscoa, que aconteceu por volta de 1720. Isso indica que a população local pode ter inventado um sistema de escrita sem influências estrangeiras.

Esse seria o último registro de invenção independente da escrita na história da humanidade. Novos estudos serão realizados para tentar compreender o significado do Rongorongo em um contexto mais amplo.