O boom da inteligência artificial está tendo consequências na hierarquia das big techs, com a Nvidia superando brevemente a Amazon em capitalização de mercado na segunda-feira, 12 de fevereiro. Os resultados momentâneos catapultam a fabricante de chips para a quarta empresa mais valiosa dos Estados Unidos. O acontecimento já era esperado por Wall Street.

Em seu recorde de US$ 734,96, a Nvidia passou a ter US$ 1,82 trilhão de valor de mercado, em comparação com US$ 1,81 trilhão da gigante do varejo Amazon.com e alguns bilhões de distância do Google, controlado pela Alphabet, que foi avaliado em US$ 1,87 trilhão, de acordo com dados da LSEG.

A última vez que a Nvidia foi mais valiosa do que a Amazon foi em 2002, quando cada uma valia menos de US$ 6 bilhões.

Leia mais:

publicidade

Após as vendas do trimestre de férias da Amazon superarem as expectativas no mês passado, os investidores estão de olho nos resultados trimestrais da Nvidia em 21 de fevereiro, a última das grandes empresas a relatar nesta temporada de resultados.

As expectativas estão altas para o relatório, com as ações acumulando ganhos de 47% no ano até agora, tornando-a a maior ganhadora entre os componentes do S&P 500.

Impulso da IA

  • Resultados trimestrais excepcionais e previsões robustas da Nvidia há um ano estabeleceram que o designer de chips estava na posição de liderança no fornecimento para empresas de tecnologia que trabalham com IA generativa, como chatbots e criação de imagens.
  • A aposta na forte demanda por IA impulsionou as ações da Nvidia, tornando-a a melhor performance entre as chamadas “Magnificent Seven”, com uma alta de 223% nos últimos 12 meses.
  • A Meta Platforms está em segundo lugar com um aumento de 163%.
  • Em janeiro, a Microsoft ultrapassou a Apple para se tornar a empresa mais valiosa do mundo, com a Alphabet na terceira posição.