Imagens inéditas da espaçonave Orion, destinada a transportar humanos à Lua pela primeira vez em mais de 50 anos, foram reveladas pela NASA. A jornada até nosso satélite natural está prevista para iniciar em setembro de 2025, na missão batizada de Artemis 2, que promete levar quatro astronautas em uma aventura que transcende fronteiras terrestres.

O que você precisa saber:

  • Localizada nas instalações do Kennedy Space Center, na Flórida, a Orion está passando pelos toques finais em sua cabine de tripulação.
  • Enquanto equipes especializadas instalam cuidadosamente painéis protetores e isolamentos externos, o interior da espaçonave está sendo preparado para uma série de rigorosos testes de vácuo, programados para a primavera do Hemisfério Norte.
  • Entre os quatro escolhidos para liderar a missão, estão:
    • o comandante da NASA, Reid Wiseman, cuja experiência e liderança foram fundamentais na seleção;
    • o piloto Victor Glover, que fará história como o primeiro afro-americano a romper os limites da órbita terrestre baixa;
    • Christina Koch, especialista em missões, quebrará barreiras como a primeira mulher a aventurar-se além da órbita terrestre baixa;
    • e Jeremy Hansen, da Agência Espacial Canadense, trazendo uma perspectiva internacional para esta expedição interplanetária.
  • Imagens do interior da Orion foram compartilhadas pela NASA através do X (ex-Twitter).

Leia mais:

Confira as imagens do interior da espaçonave Orion:

Primeira olhada dentro da espaçonave que levará humanos de volta à Lua. Equipes no Centro Espacial Kennedy da NASA estão trabalhando na cabine da tripulação que levará os astronautas da Artemis II ao redor da Lua — finalizando o interior, instalando painéis de proteção na parte traseira e isolamento na parte externa, e preparando a Orion para testes de vácuo nesta primavera.

NASA em postagem no X (Twitter)

Essa não é a primeira vez que a Orion enfrenta o desafio do espaço. Embora tenha sido parte de duas missões anteriores, estas foram não-tripuladas e não incluíram os componentes essenciais de suporte à vida. As missões Artemis 1, em 2022, e a breve jornada à órbita terrestre em 2014 foram apenas um prelúdio para o que está por vir.

publicidade

A Artemis 2 marca o início oficial do programa, que visa não só a exploração, mas também o estabelecimento de uma base na Lua, particularmente no polo sul, onde os recursos hídricos podem ser aproveitados. Embora a jornada tenha enfrentado alguns obstáculos técnicos, adiando tanto a Artemis 2 quanto a Artemis 3, a comunidade científica e espacial está determinada a superar esses desafios e alcançar novos patamares na exploração espacial.